15 de fevereiro de 2016

Pregnancy Diary #69 - Como organizar um baby shower :)

Vocês pediram, aqui estão as minhas dicas sobre como organizar um baby shower. É claro que valem o que valem - o meu baby shower foi o primeiro que organizei (e tive muuuuita ajuda!) e não sou propriamente uma especialista no tema. Mas pronto, espero que seja útil :)

1. Decidir quem organiza

Normalmente a organização do baby shower fica a cargo da mãe da grávida ou das amigas, mas eu decidi imiscuir-me. Vai daí, o planeamento do meu baby shower foi uma tarefa conjunta entre mim, a minha mãe, a Joana e a Maria das Festas, a empresa de organização de eventos. Em alternativa, também pode ser a grávida a planear a festa e deixar que seja surpresa para os convidados :)

2. Criar um painel no Pinterest (ou uma conta, se ainda não tiverem uma) e explorar as ideias

Eu acho que o Pinterest é basicamente the best thing ever, como podem extrapolar pelo facto de ter perto de 7000 pins (ups). Criei desde cedo um painel sobre o baby shower (partilhado com a minha mãe e a Joana), onde fomos guardando as ideias que íamos procurando em relação ao tema, à decoração, às comidinhas, aos convites... Enfim, o Pinterest é um mundo :D



3. Decidir a data

Acho importante decidir a data desde cedo, até porque pode ter implicações nos pontos seguintes. No nosso caso achámos que um Sábado à tarde era a melhor opção. Como eu queria ter a festa numa altura em que ainda não estivesse muito baleia me sentisse razoavelmente bem mas também queria já estar nitidamente grávida, apontámos para as 26-28 semanas.

4. Decidir o tema

Pessoalmente, achei esta parte a mais difícil. Normalmente o baby shower tem temas mais frufrus, com decoração azul bebé (ou rosa bebé) por todo o lado. Ora eu não sou propriamente fã deste estilo, e desde o início que imaginava uma coisa diferente. Inicialmente pensei em fazer uma festa com o tema do Natal (eu sei que tenho um parafuso a menos), mas a minha mãe, a Joana e basicamente o mundo inteiro vetaram a minha ideia (disseram que o casamento já tinha tido o tema do Natal e blá blá blá, são uns chungas). A dada altura minha mãe sugeriu o tema da selva, e daí a ocorrer-me o Rei Leão foi um passinho. Também fiquei com vontade de ter uma festa do Star Wars ou da Lego, mas fica para a próxima :)

5. Pensar nos convidados e respectiva logística

Quantas pessoas serão convidadas? Vai ser um baby shower só com meninas, ou estará aberto também a meninos? Vão convidar apenas amigos, ou também pessoas da família? Dá para organizar o baby shower em casa de alguém ou nem por isso? Agora é também uma boa altura para pensarem no quanto querem gastar. No meu caso, convidei também amigos rapazes e algumas pessoas da família mais próxima. Como a minha casa não é assim tão grande (e ainda está em obras) pensámos logo em alugar um espaço. No final fomos cerca de 25 pessoas.

6. Arranjar um espaço

Se for em casa de alguém, óptimo. Se não, preparem-se para suar um bocadinho. Para além de haver poucos espaços vocacionados para eventos pequenos (mas isso eu já sabia, até porque foi uma das razões pelas quais casámos fora do país), mal ouvem falar de 'organização de um evento' a maioria dos espaços carrega nos preços de uma forma impressionante. Pedimos ajuda à Maria das Festas, que seleccionou alguns locais. Procurámos outros na net. Chegámos inclusivamente a pedir orçamentos ao Jardim Zoológico de Lisboa (que também organiza eventos). No fim, acabei por procurar por ideias noutros blogs e reparei que a Sónia do Cocó na Fralda fez o baby shower dela num atelier no Entre Tanto, no Príncipe Real. Fomos ver o espaço, adorámos e tomámos a decisão. 

7. Contratar o/a fotógrafo/a

Talvez este passo esteja demasiado cedo na minha lista, mas para mim era mesmo importante. Mais uma vez optei pela Célia Lopes (que já grama comigo e com a minha família há uns tempos). No meu caso não era assiiiim tão importante tratar desta parte com muita antecedência porque o meu baby shower foi numa altura de pouco movimento para os fotógrafos (há poucos eventos em Fevereiro), mas se querem uma boa reportagem fotográfica do dia e o vosso baby shower é numa altura mais requisitada andem da perna :)

8. Elaborar uma lista de prendas

Melhor. Coisa. De sempre. No nosso caso sabia que os meus amigos não iam sentir-se confortáveis com dar dinheiro, mas ao mesmo tempo não iam saber o que oferecer e não percebiam um bacalhau do que é necessário para um bebé (tal como eu não percebia antes). Por outro lado, já tínhamos imensa roupa. Vai daí, fiz uma lista com as coisas que nos faziam jeito e que ainda faltavam no enxoval do bebé, dividi a lista por intervalos de preços e encarreguei a Joana de organizar essa parte. Algumas pessoas optaram por oferecer uma prenda, outras ofereceram duas e outras juntaram-se em grupos para oferecerem prendas mais caras.

9. Fazer os convites

A minha mãe tratou desta parte com a ajuda da Brindarte. A ideia foi retirada do Pinterest. Optámos por ter convites virtuais e fizemos alguns em papel para as pessoas da família e amigos mais chegados :)

Já tínhamos decidido o tema na altura, mas como eu queria que fosse surpresa fizemos convites mais clássicos :)

10. Planear a decoração e as comidinhas

Foi aqui que entrou em acção a Maria das Festas. Eu sugeri algumas comidinhas (éclairs, éclairs, éclairs!) e nós tratámos de algumas das coisas da decoração (que encomendámos do Ebay e do Amazon), mas fora isso foram elas que fizeram o trabalhinho todo :) E ficou fantástico mesmo :D Mal posso esperar por vos mostrar as fotos :D

11. Decidir o entretenimento

Nós contratámos um DJ (forma pomposa de dizer que o meu irmão - que é DJ - pôs música na festa). Fora isso, confesso que não planeei grandes jogos e que nem sou particularmente fã desse género de coisas (embora o Pinterest esteja cheio de ideias). Tínhamos livros (feitos pela Brindarte) onde as pessoas podiam deixar as suas dedicatórias personalizadas e escrever as suas previsões em relação ao bebé (fiz um template com uma imagem que retirei do Pinterest) e organizei um Preço Certo com coisas de bebé que ficou em casa no meio da confusão (pregnancy brain é assim).

Não é B de Benjamim :) Cada livro tinha uma letra correspondente a Baby Shower, e colámos os livros na parede para serem usados de forma decorativa :)
Resposta mais comum: Espero que herde da mãe o sorriso/sentido de humor/alegria; Espero que herde do pai a inteligência. Não sei se me sinta contente pelo facto de toda a gente me achar engraçada e feliz, ou deprimida porque aparentemente sou uma pateta burrinha :P
Para evitar que as pessoas não soubessem o que escrever na dedicatória e caíssem nos inevitáveis desejos de 'felicidades', optei por fazer uma espécie de guião. Foi uma óptima ideia porque tenho respostas muito engraçadas e comoventes que sem dúvida ficarão na memória da nossa coisinha fofa um dia :D
Embora houvesse espaço para a dedicatória livre na mesma :)
A Maria das Festas também sugeriu um photobooth, coisa que no fim se revelou uma ideia bem engraçada :D Para além disso, não acho que seja propriamente necessário um grande conjunto de actividades: há amigos, há comida, há bebida... O que mais é preciso? :D

12. Planear presentes para os convidados

Nunca tenho jeito para isto porque acho uma grande parvoíce desnecessária, mas a Mónica da Maria das Festas sugeriu os narizes da Operação Nariz Vermelho e pareceu-me uma óptima ideia :) Encomendei no site e vieram entregar em casa, sem problema nenhum :)

13. Tratar da arrumação

Aqui também não mexemos uma palha porque a Maria das Festas tratou de tudo, mas se estiverem a organizar um baby shower sozinhos não se esqueçam de programar quem trata da arrumação depois :) E mentalizem-se que vão andar a comer os docinhos que sobraram durante dias :D

E creio que é isto :) Provavelmente terei mais coisas para dizer quando fizer as publicações com as fotos, até porque ao longo do planeamento eu própria tive outras dúvidas (o que vestir, como gerir algumas das situações que foram surgindo, etc). Mas se tiverem alguma questão específica ou precisarem de ajuda podem sempre contactar-me pelos meios habituais :)

10 comentários:

  1. Se para um baby shower foi assim, imagina agora uma festa de 1 ano :)
    Mas com amor e carinho tudo se faz,...e eu que o diga,....
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  2. Estou expectante por ver a fotos.
    Deve ter sido muito giro.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Gosto disso tudo. Mas eu pedia à minha melhor amiga para fazer os doces comigo (que ela é muito jeitosa com isso) e à minha irmã (estudante de fotografia e que se ajeita) para fotografar. Sem custos. Acho que faria o possível por não gastar dinheiro, nada de contratações de empresas nem espaços. Mas as dicas são muito boas! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade não sou muito adepta de fazer isso, mas são opiniões :) No meu caso acho sempre que coloca imensa pressão nas pessoas que vão fazer as coisas, principalmente quando não são profissionais e é esperado que façam um trabalho semelhante com muito menos recursos. No fim, quer queiramos quer não, não fica a mesma coisa. Eu também faço macarons e éclairs, mas não sou uma profissional do assunto ;) Por isso não me faz confusão nenhuma pagar a quem é. Em relação ao espaço, não tive mesmo hipótese: éramos 25 e não havia outra alternativa :) Se fosse no Verão sei que há quem utilize os jardins/parques públicos e faça piqueniques (o que é uma ideia giríssima por acaso), mas no meu caso não dava :)

      Eliminar
  4. Obrigada, obrigada, Joana. Agora não consigo, mas assim que possivel vou "beber" tudo, tudinho. Muito obrigada por teres acedido ao meu pedido.

    ResponderEliminar
  5. Dão sempre jeito essas dicas! Cá são as amigas que se juntam, por vezes conspirando com a mãe da grávida, e fazem uma baby shower surpresa! A grávida nunca sabe ao que vai! Eu, na primeira gravidez, decidi que não queria baby shower! Pois é! Posso ter sido parva (acho mesmo que fui)! Mas na altura era a convicção que tinha! Não queria que ninguém se sentisse obrigado a oferecer prendas, queria que o fizessem de livre vontade e se realmente o desejassem e depois também me assustava a ideia de não ser eu a escolher tudo o que queria e entendia para o bebé! Depois nas gravidezes seguintes voltei a insistir que não queria baby shower pois já tinha tudo o que era preciso da primeira! E no final pude concluir que tudo se compôs perfeitamente e tivemos tudo o que era preciso. Mas aconselho vivamente a quem estiver grávida a ter uma baby shower! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso não ia mesmo resultar comigo :P Não sou muito fã de coisas surpresa, divirto-me tanto a planear :D

      Em relação às prendas, na verdade quando vais a um casamento também levas prendas :) No nosso caso confesso que me senti 'menos culpada' porque como casámos só com a família próxima e a Joana e o Bernardo, nunca recebi prendas de casamento. Se tivesse recebido, provavelmente sentir-me-ia desconfortável.

      A ideia de não ser eu a comprar as coisas também me assustou, mas depois escrevi na lista algumas das marcas (como as das fraldas) ou das lojas onde podiam encontrar as coisas a preços mais em conta :) No fim não tive que trocar quase nada ;)

      Eu também recomendo :) Talvez com contornos mais simples para quem não quiser uma coisa tão elaborada, mas é sempre uma coisa gira :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />