21 de novembro de 2015

Pregnancy Diary #7

A minha mãe tem a panca das malas. Sempre que vamos viajar lá anda ela a fazer listas infindáveis com tudo aquilo que precisamos de levar (inclusivamente o número de cuequinhas), e ai de nós se não começarmos a preparar as nossas malas pelo menos uma semana antes da partida. Assim sendo, depois de ter saído o 'Amália - o Filme' passámos a chamar à minha mãe 'A mala - o Filme'. Somos muito fofinhos, eu sei.

Pois bem, recentemente também eu ganhei um cognome destes. Mas o meu é 'A creche - o Filme'. Passo a explicar.




A minha família vive longe. A família do Pedro também. Já vi demasiadas porcarias relacionadas com amas para conseguir ficar sossegada com essa opção (embora eu e o Pedro tivéssemos andado em amas absolutamente amorosas que certamente não nos entupiam de benzodiazepinas). Vamos dividir a licença de maternidade e conjugar com as nossas férias, mas mesmo assim precisamos de regressar ao trabalho a partir dos oito ou nove meses do bebé. Vai daí, sobrava apenas uma alternativa: a creche.

Ora, uma das minhas colegas de trabalho está grávida e inscreveu o miúdo dela na creche às quinze semanas de gravidez. Na altura achei que ela estava maluquinha, mas quando comecei a informar-me sobre a questão percebi que, efectivamente, parece ser assim que as coisas se processam. E começou o filme.

Não tinha propriamente referências em relação às creches da minha zona. Sou a primeira do meu grupo de amigos a ter um bebé e trabalho num hospital longe de casa, por isso não conheço ninguém que tenha bebés em creches no local onde vivo. Assim sendo, comecei a pesquisar sobre o assunto.

Sabíamos que queríamos uma creche perto de casa para podermos dividir-nos: assim eu levava o bebé de manhã (porque entro mais tarde) e o Pedro ia buscá-lo à tarde (porque sai mais cedo). Depois de explorarmos as nossas opções seleccionámos umas quantas, e chegou a altura de fazer uns telefonemas a pedir informações e preços. Por fim, chegou a fase das visitas. Eu disse que isto era um filme.
 
Eventualmente percebemos que todas as creches pareciam fixes, toda a gente parecia simpática e todos os bebés pareciam bem tratados. A minha mãe sugeriu-nos que escolhêssemos com base na intuição de pais, mas eu não conseguia evitar pensar:

E se a minha intuição estiver errada?

Entretanto acabámos de visitar todas as creches (foram umas dez), seleccionámos três e só nos resta mesmo decidir. Estamos a ter em conta factores como o tamanho do espaço, a empatia que sentimos com as pessoas, a existência de um projecto pedagógico estimulante, o horário e os preços. E, acima de tudo, o nosso feeling.

Ser pai não é fácil.

26 comentários:

  1. Se achas que ser pai/mãe não é fácil enquanto estás grávida, então espera para depois do bebé nascer! Mas é uma aprendizagem e uma adaptação, uma aventura e uma responsabilidade, e sim, muito feeling! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei disso, mas começa a ser difícil mesmo antes do bebé nascer! :)

      Eliminar
  2. Ai não é fácil não...e este tipo de decisões são "terríveis"...contudo eu sempre apostei no feeling e não me tenho dado mal ;)
    Boas escolhas!
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  3. Eu não sou mãe, nem sequer estou a ponderar vir a ser porque ter 4 irmãos mais novos tem as suas consequências, mas acho que há coisas em que não vale a pena cismar muito... fazer uma boa avaliação, sim, mas a partir do momento em que todas te pareceram bem e com crianças felizes e bem tratadas, isso é o essencial...

    Good luck para a continuação do filme =P

    ResponderEliminar
  4. Confirmo não é mesmo fácil mas as coisas vão correndo e vamos dando o nosso melhor. Vai tudo correr bem!!

    ResponderEliminar
  5. No que diz respeito a creches, escolas, atl's eu sempre segui o meu primeiro instinto e digo-te que nunca me arrependi. É mesmo assim, e por mais difícil que possa parecer, na realidade se confiarmos nas nossas primeiras impressões damo-nos bem (tem sido assim comigo no que diz respeito à minha filha, pelo menos). Beijo

    ResponderEliminar
  6. Gostei imenso do trocadilho do filme :P eu só faço a mala no dia anterior ou no próprio dia se for de tarde, para 1 mês :P
    'A mala' tem mais piada, mas também é giro :)
    Pois é, cada escândalo com amas... Mas também os há sobre creches, embora tranquilize mais (e propicie menos) por ser público e tal.
    Talvez ter escolha seja bom, claro, mas também torna tudo mais complicado. No sítio onde vivo há apenas 1 creche, 1 escola primária e uma de ensino básico perto (secundárias mais, claro), e assim não há grandes dilemas... Já passei eu por todas e agora está o meu irmão no processo. Embora esta lógica do 'é mais simples assim' faça pouco sentido, porque assim também podias escolher aleatoriamente e o efeito era o mesmo. Só que ficavas com a consciência mais insegura. :P
    Se sempre que compro alguma coisa por mais de 20 euros leio mil e uma reviews e informações e fico extremamente indecisa imagino com uma decisão assim! Porque não é propriamente o mesmo que comprar uma máquina fotográfica :P achei piada às mil e uma fases! Assim sendo acho que não podes escolher mal. Mas depois de tanta seleção deve ser bem difícil eleger 1! Espero que acertem em cheio, de certeza que sim ;)

    ResponderEliminar
  7. Vivo com duas sobrinhas (4 e 19 meses) e confirmo uma coisa. A mais velha anda num colégio com nome, a mais nova numa creche familiar. Vejo mais progressos e uma melhor atenção na pequena creche familiar (onde ela gosta tanto da educadora que por vezes nos chama o nome dela) e a mais velha ainda que num colégio que , à partida era óptimo, pagamos o dobro, e não vemos os mesmos progressos! Já para não falar que só querem saber de dinheiro: se não trouxeres, não fazes, não comes, não vais. Ela vem nervosa para casa com estas conversas... Resumindo, vai pelo instinto!! Desde o primeiro dia que eu (que também participei na procura de creches, por razões alheias) gostei mais da pequena creche! =) Não me enganei, ainda que seja só a tia =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso todas as nossas opções também são creches familiares :) Gosto mais do ambiente lá :)

      Eliminar
  8. Olá Joana!
    eu fui uma mãe sortuda pois tive a oportunidade de a Rita ter estado com os avós até completar 3 anos de idade mas a minha irmã já teve que inscrever os filhotes dela num creche a partir dos 6 meses por estar longe da família. Ainda assim, quando andei a ver tive os mesmos cuidados que referes: o tamanho do espaço, a higiene do local, a empatia para com as pessoas, o projecto pedagógico, o horário e os preços. Consegui na altura ter algumas referências sobre um ou outro local visitado mas foi sobretudo a intuição que ajudou na escolha depois de todos os outros parâmetros terem sido analisados.
    Nunca é uma escolha fácil pelas, sempre, dúvidas que subsistem. Há que acreditar que estamos a fazer a melhor escolha (é isso que pretendemos e fazemos).
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora temos de esperar que a minha intuição seja igual à intuição do Pedro :D :D :D Há duas creches que vamos visitar pela segunda vez porque estamos indecisos entre ambas, e depois só nos resta mesmo decidir. Que saga :)

      Eliminar
  9. Olá ..Acompanho o seu blog à mto tempo.... :) nunca comentei....mas estou sempre deste lado.... :).

    Posso lhe dar uma sugestão de uma creche, onde a minha filha andou e ainda hoje (11 anos tem a minha pequena) tenho saudades daquela escola. Infantário Piloto Diese...É uma grande grande familia. Ás crianças são tratadas como familia e nós sentimo-nos em casa... bjs e muitas felicidades.

    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Su! Já fui espreitar o site. É um bocado longe para o que pretendíamos, mas vou pesquisar :)

      Eliminar
  10. Ser pai/mãe é difícil logo desde que se descobre que se está grávida :-) Mas isso não quer dizer que seja mau, aliás é das melhores coisas da vida os nossos filhos! Apenas são tantas as decisões, as dúvidas que por vezes nos perdemos um bocadinho, mas depois de pensarmos um pouquinho volta tudo a entrar nos eixos e eu desejo que essa saga da creche esteja quase no final... bjinhos

    ResponderEliminar
  11. Quando estava grávida da minha filha, confiei tanto na minha intuição, que só comecei a procurar creche quando ela já tinha 6 meses. Tive a sorte da minha sogra ter ficado com ela durante a manhã até ela ter 18 meses. Como trabalhava só 6 horas enquanto amamentasse, eu ficava com ela a partir das 15h00. Acabei por conseguir lugar apenas num colégio católico, felizmente perto de casa. Eu e o meu namorado não somos católicos e quase todas as minhas amigas me diziam que não a devia colocar lá, que eram muito conservadores, iam evangelizar a minha filha e outras temeridades do género. Apesar de não ser barato e de, efetivamente ser católico e gerido por freiras, sinto que a Lara não podia estar num sítio melhor e com pessoas melhores. Adoro de paixão a educadora dela, a irmã Tânia, que parece educar mais os miúdos para terem um pensamento crítico e um espírito humanista que muitos ateus. Deixei-me levar completamente pela intuição e não me arrependo nada. Mas claro que me fartei de visitar creches e de falar com amigas que têm filhos mais velhos. Mas no fim, decidi com o coração. Boa sorte! Certamente que o que os dois pais decidirem será o melhor para o vosso filho (ou filha).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, no nosso caso temos mesmo que arranjar creche :) Mas já estamos bastante adiantados :)

      Eu também andei numa escola católica e gostei muito. O Pedro é mais reticente a isso, mas não é de todo um factor de exclusão :)

      Eliminar
  12. sendo eu do meio só posso alertar-vos para terem mesmo algum cuidado, pois algumas coisas que parecem, infelizmente, não o são... aconselho-vos a terem mesmo todos os fatores que mencionaste em consideração, tendo especial cuidado na empatia, espaço (mas tem em conta que não é por ser ultima geração que vai ser ótimo) e projeto ;) espero que corra tudo bem =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já estamos bem encaminhados :) Vou escrever sobre isso daqui a uns dias :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />