10 de novembro de 2015

Pregnancy Diary #2

Não esperámos especificamente até às doze semanas para partilhar com os nossos familiares e amigos a grande novidade. Em vez disso fomos aproveitando as oportunidades que foram surgindo, até porque sabíamos que se algo corresse mal íamos querer ter aquelas pessoas ao nosso lado. Também não esperei até às doze semanas para comprar roupinhas e miminhos, e comprei logo umas coisas bem giras pelo Ebay :D

Na verdade foi pensado como prenda de Natal para o meu pai, uma vez que vai ter um novo co-capitão :D



Chupeta com bigode, 0.87€ no Ebay :D
Fiz três ecografias antes das doze semanas: uma às cinco para confirmar a implantação, outra às sete para ter a certeza que estava tudo bem e outra às dez porque fui à urgência na sequência de uma pequena hemorragia. Pelo caminho inscrevi-me no centro de saúde da minha área de residência (sim, ainda estava inscrita em Leça da Palmeira), marcaram-me a primeira consulta de saúde materna para as dezasseis semanas (!), reclamei, adiantaram-me a consulta e comecei a ser seguida às nove semanas. Em paralelo, mantive também o seguimento com o meu obstetra, o Dr. Fernando Cirurgião (que trabalha no meu hospital e foi o obstetra de outras colegas minhas do serviço).

Depois de uma primeira fase com alguns sintomas chatos, a verdade é que no fim do primeiro trimestre sentia-me fisicamente bem. As tonturas passaram, a tensão mamária acalmou, o cansaço passou a ser apenas esporádico e o sono diminuiu um bocadinho. Nunca cheguei a ter vómitos, embora tivesse algumas náuseas passageiras. Por outro lado, tinha imensas alucinações olfactivas, por isso os seguintes momentos passaram a ser habituais no meu círculo de amigos:

- Não vos cheira a frango assado?
- Não Xi.
- Juro que me cheira a frango assado!

- Não vos cheira a pipocas?
- Não.
- Caramba, cheira mesmo a pipocas!

- Não vos cheira a queimado?
- Não!
- De certeza?
- Sim!

O único desejo consistente que tive durante o primeiro trimestre foi, para mal dos meus pecados, gin tónico. É claro que nem sequer toquei numa gotinha de gin (nem de água tónica, que tem quinino). Além disso, também tive alguns desejos esporádicos de peanut butter cups e Coca-Cola, mas nada de muito transcendente. No fim, acabei o primeiro trimestre com a balança a marcar mais um quilo (o que se deveu em grande parte ao facto de me ter empanturrado de comida em Nova Iorque).

(A publicação sobre viajar grávida deve aparecer por cá em breve!) :D

14 comentários:

  1. Estás convencida que é um rapaz ou é impressao minha?! Não me digas que se for uma menina lhe vais pôr uma chupeta com bigode! A coitada vai sentir-se envergonhada quando mais tarde vir as fotos! Brincadeiras à parte, as coisas são bem giras! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Viajar gravida sou pro! Das duas gravidezes até as 32 semanas, sendo que na primeira era todos os meses. Conclusão: os miúdos pensam que avião é como andar de autocarro!

    ResponderEliminar
  3. adoro o teu blog, já o sigo há um bom tempo. Parabéns pela gravidez, tudo de bom, beijinhos

    ResponderEliminar
  4. que coisinhas mais fofas... ! Eu ca já avisei que quando ficar grávida vou tar sempre cheia de desejos!! hehehe Não pode é ser já já, com o casório à porta ;)
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Querida Joana, muitos parabéns, nesta nova condição de futura mamã! mas não abuse, o trabalho não é tudo :) e aliás está muito bem acompanhada, o Dr Fernando é 5 *, e tambem é do "meu hospital" :) :) bjs

    ResponderEliminar
  6. Agora estou como a "cozinha100segredos"... fiquem baralhada. Já sabes se é rapaz?

    ResponderEliminar
  7. Excelentes escolhas :) O meu afilhado de 5 meses tem a chupeta do bigode e fica um mimo, super original :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />