22 de junho de 2015

Queques com cobertura de curd de maracujá e merengue e uma cozinha em perigo :)

'Anything that can go wrong, will go wrong'

Murphy's law




Há um ano uma colega interna fez-me uma encomenda de queques. Isto nunca tinha acontecido e confesso que fiquei tão entusiasmada que passei horas a pensar na receita ideal para fazer, até me decidir eventualmente pelos queques de limão recheados com curd de limão e cobertos com curd de limão e merengue.

No fundo é um nome mais pomposo para 'pequenas bombas atómicas de limão'.


Na altura precisava de um maçarico para queimar o merengue, mas não tinha nenhum e pareceu-me desnecessário comprar um por causa de uma receita. Perguntei no trabalho e lá encontrei a cunhada de uma médica do serviço que tinha, mas quando chegou a altura de usar o dito maçarico... Estava sem gás.


Fui ao supermercado. Fui a bombas de gasolina. Fui a lojas chinesas. Nunca ninguém tinha ouvido sequer falar de recargas de gás para maçaricos, e ficavam a olhar para mim como se estivesse maluquinha.

E sabem que mais? De facto estava. Porque as horas estavam a passar, e os queques estavam à espera.


Eventualmente tive uma ideia luminosa: se o maçarico funcionava a gás, podia perfeitamente queimar o merengue ligando os bicos do meu fogão (que também é a gás) - bastava inclinar ligeiramente o queque e deixar que a chama fizesse a sua magia. E no fim tudo correu bem, apesar de ter demorado mil anos a queimar todos os queques e de ter acabado com merengue espalhado no fogão, nas mãos e na roupa.

Desta vez decidi que tudo ia ser diferente.


Queria repetir a experiência, mas desta vez para fazer 'pequenas bombas atómicas de maracujá'. Encontrei um maçarico em promoção na loja de bolos onde costumo fazer as minhas comprinhas e trouxe-o para casa. E quando chegou a altura de usar o dito maçarico... Estava sem gás. Outra vez.


No entanto, e para evitar o desastre do ano anterior, tinha optado por comprar também uma recarga de gás. Achei que seria uma questão de ler o folheto de instruções, recarregar o maçarico e avançar com a receita, mas parece que estava enganada: vinte minutos depois tinha a cozinha a cheirar intensamente a gás e o maçarico praticamente vazio. O gás estava literalmente a sair para todo o lado.


Voltei à loja dos bolos, onde a menina ficou igualmente desconcertada. Fez alguns telefonemas, todos com a mesma sugestão: devolver o maçarico e esperar uns dias até eles receberem mais maçaricos do fornecedor.

O problema é que eu não tinha alguns dias.


Eventualmente decidi ser inconsequente criativa. Abri as janelas da cozinha, liguei a recarga ao maçarico e deixei que 90% do gás enchesse o ar para que 10% pudesse entrar. Depois queimei o merengue tão rápido quanto consegui, guardei aquele objecto do inferno na gaveta e nunca mais lhe peguei.


Assim surgiram estes queques. Não ficaram tão intensos como eu gostaria (isto é, demasiado) porque o curd de maracujá é bem mais suave do que o curd de limão, mas quem provou aprovou e repetiu a dose.

E no fim tudo acabou bem. Tive uma experiência engraçada, a cozinha não explodiu, o maçarico está guardado para a próxima aventura... E os queques ficaram uma delícia :D


Queques com cobertura de curd de maracujá e merengue

Ingredientes (para doze queques):

Para o curd de maracujá:
* 175ml de polpa de maracujá;
* 100g de manteiga sem sal cortada em cubos;
* 150g de açúcar branco;
* Três ovos;
* Duas gemas;

Para os queques:
* 190g de farinha de trigo;
* Meia colher de chá de fermento;
* Meia colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Uma pitada de sal;
* 170g de açúcar branco;
* 60g de manteiga amolecida;
* Raspa de dois limões;
* Duas colheres de sopa de óleo vegetal;
* Dois ovos;
* 180ml de leite.

Para o merengue:
* Três claras;
* Quatro colheres de sopa de açúcar branco.

Confecção:

* Para o curd juntar a polpa de maracujá, a manteiga e o açúcar e aquecer em lume brando até a mistura ficar homogénea;

* Numa tigela à parte bater bem os ovos e as gemas com uma vara de arames;

* Juntar em fio a mistura de maracujá, mexendo sempre com a vara de arames;

* Levar a mistura novamente a aquecer em lume brando durante sete minutos, ou até o molho engrossar;

* Deixar arrefecer e conservar no frigorífico;

* Para os queques juntar a farinha de trigo, o fermento, o bicarbonato e o sal e misturar bem;

* Numa tigela à parte bater a manteiga amolecida, o açúcar branco e a raspa de limão até que se forme um creme fofo;

* Juntar o óleo vegetal, os ovos e o leite e misturar bem;

* Juntar os ingredentes líquidos com os ingredientes secos e misturar apenas até a massa ficar homogénea;

* Colocar a massa nas forminhas e levar ao forno pré-aquecido a 180º durante vinte minutos;

* Deixar arrefecer completamente sobre uma grade;

* Com o auxílio de uma ponta de um saco de pasteleiro escavar um buraco no meio de cada queque;

* Cobrir os queques com o curd de maracujá, certificando-se que ficam também recheados;

* Para o merengue bater as claras em castelo até que fiquem bem firmes;

* Juntar o açúcar branco, continuando a bater até que o merengue fique brilhante e completamente duro;

* Com o auxílio de uma seringa, cobrir os queques com o merengue, queimando depois com um maçarico de cozinha.




Tenham uma óptima semana! :D

7 comentários:

  1. Não podias colocar novamente os queques no forno por alguns minutos para queimar um pouco o merengue?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoalmente não gosto porque coze o curd e endurece o queque ;)

      Eliminar
  2. Também já me aconteceu o mesmo! Arranjei um maçarico baratinho e na hora de o encher o gás não entrava! Acabei por ir para a rua para poder gastar quase a lata inteira para bem de encher uma miséria no maçarico! E o mesmo me aconteceu com o isqueiro da cozinha! É uma coisa que raramente uso porque o meu fogão tem isqueiro elétrico mas quando a luz falta lá tenho de recorrer ao isqueiro manual! Mas com isto tudo percebi que o bico que usamos para encher também tem muita influência no sucesso a coisa! Beijinho! Ah, deliciosos queques!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devíamos formar um grupo de apoio então :D Eu cá treinei com os bicos TODOS e nenhum resultava. Mas pronto, pelo menos já sei que não fui a única ;)

      Beijinhos e boa semana :D

      Eliminar
  3. Estão tão lindos :D essa primeira foto então, que perfeição! :D Com esse curd cremoso a transbordar... :)
    (E as forminhas com cor de guarda-sol de praia :P)
    Uma encomenda de queques deve ser muita pressão!
    Acho que fizeste uma óptma escolha :D apesar de um bocado mais complicada do que a maioria dos queques, claro :)
    ODEIO quando acho que tenho coisas e afinal não tenho. Um maçarico sem gás deve ser o terror ;)
    O merengue parece um amontoado de chapeuzinhos de Smurfs :D
    Sem o papel, que aspectooo :O
    A ideia dos bicos de fogão até foi «gira», e adorei o raciocínio «O maçarico tem gás. O fogão tem gás. Logo, servem perfeitamente para o mesmo.» :P
    Bombas atómicas de maracujá também soa muito bem :D
    A sério?! Que chato! Acho que foste assassina de maçaricos noutra vida. Eu só comprei um (no Pingo Doce, em promoção, a 6 euros) e as recargas encontro nos hipermercados. Desde a primeira utilização que correu bem... E é SUPER DIVERTIDO. A sério, vale a pena perserverares, porque é mesmo divertido. :P
    Eu também me assustei ao recarregar o gás, porque parecia que estava a sair muito. Entãão deleguei a tarefa ao meu pai e tudo correu bem. Mas acho que ainda saiu uma grande parte. E mesmo assim deu-me para queimar uns 30 potinhos de crème brûlée (and countinh - e eu sou um bocado lenta).
    Já alguém te disse que é estranho que quando tens um imprevisto percorras a cidade toda? :P
    Estão tãão fofos :D e o merengue parece cremoso! :D
    (Algumas formas dos coisinhos de merengue estão hilariantes. Há um que parece uma cobra a desenterrar a cabeça e olhar bruscamente para os dois lados enquanto se ouve um efeito sonoro engraçado. E outro que parece um gato.)
    Alguma vez é intenso o suficiente para ti? :P
    Devem ficar meesmo bons :D afinal, depois de todos os contratempos em cadeia, resultou nuns bolinhos deliciosos! E fofos. E cremosos. E que eu tenho de fazer :P
    (Aproveito e uso o meu maçarico para algo que não crème brûlée, nunca usei! Mas merengue parece bem giro :))
    O último queque está super festivo :D e como se mistura o curd com o merengue parece um bocado solero :P
    (Tens de experimentar curd de limão e maracujá, é tãão bom :D)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creme Brûlée queimado com o maçarico fica bom? Ouvi dizer que fica melhor com a prancha e então nunca experimentei :(

      (E não, acho que nada fica demasiado intenso para mim) :D

      Eliminar
    2. Eu nunca provei de outra maneira, mas acho que fica muito bom com o maçarico :) antes a minha mãe tinha um ferro para queimar (é a mesma coisa que «prancha»? É que eu não sei muito bem o que é uma prancha) que usou, achou horrível e deixou apodrecer. Acho que ainda está por aí nos armários.
      Em teoria até acho que com o maçarico fica melhor (sem grandes fundamentos racionais e por motivos abstratos), mas nunca experimentei de outra maneira. :P

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />