9 de abril de 2015

Bolachas de aveia e amendoim (sem farinha) para uma viagem :D

Give me one good reason
Why I should never make a change.
And baby if you hold me
Then all of this will go away.

My many artifacts, the list goes on.
If you just say the words, I'll up and run.
Oh, to you, you...
I'd leave it all.

George Ezra



No ano passado eu, a Joana e o Bernardo fizemos uma aposta: se todos conseguíssemos entrar na especialidade que queríamos, íamos a Nova Iorque.

Creio que, lá bem bem no fundo, nenhum de nós acreditava que fosse possível entrarmos os três no que queríamos. Nenhuma das nossas notas era brilhante e todos suspirávamos por especialidades muito cobiçadas e com poucas vagas, por isso achávamos ser quase impossível entrarmos os três.

E depois um milagre aconteceu.


O Bernardo apanhou a última vaga de endocrinologia do país (e isto depois do Pedro também ter apanhado a última vaga de oftalmologia do país). A Joana entrou em pediatria em Leiria, sendo que até já estava mentalizada da forte possibilidade de ter de ir para as ilhas ou de não conseguir entrar. Eu entrei em psiquiatria da infância e da adolescência.

E, de repente, Nova Iorque tornou-se uma realidade.


Há algumas semanas decidimos juntar-nos todos para marcar o voo. Já tínhamos decidido ir em Outubro para apanharmos o aniversário do Bernardo, mas quando chegou a altura de passarmos à acção... Ficámos com dúvidas existenciais.

Eu explico: até aqui viajámos todos juntos como estudantes universitários. Não trabalhávamos quarenta horas por semana, não levantávamos o lombinho da cama às sete da manhã, não tínhamos grandes responsabilidades e não estávamos fisicamente esgotados, por isso podíamos fazer férias cansativas em destinos estimulantes e interessantes. Bastava-nos o passe dos museus, um par de sapatilhas confortáveis, alguma resiliência e uma mochila cheia de barrinhas de cereais e bolachinhas trazidas de casa e lá íamos nós para uma semana de cultura, gargalhadas, aventuras e caminhadas. 

Ora entretanto começámos a trabalhar, e a dada altura começámos a ficar tentados por uma ideia que sempre abominámos: fazer férias na praia.

É verdade, mudámo-nos para o lado negro da força.


De repente, fazer férias cansativas cheias de museus, monumentos, hotéis demasiado caros, restaurantes meio manhosos e bolhas nos pés não nos parecia de todo uma ideia interessante: em vez disso, começámos a pensar em ir descansar para Cuba ou para a Turquia.

Ainda ficámos neste impasse algum tempo antes de finalmente decidirmos parar de ser chorinhas. E marcámos o voo para Nova Iorque. Afinal, para nós as férias serão sempre o passe dos museus, um par de sapatilhas confortáveis e alguma resiliência.

Como não podemos entrar com comida nos Estados Unidos, desta vez não podemos levar também uma mochila cheia de barrinhas de cereais e bolachinhas trazidas de casa para a nossa semana de cultura, gargalhadas, aventuras e caminhadas. Mas decerto vamos encontrar outras coisinhas deliciosas para nos encherem a barriga :D


Bolachas de aveia e amendoim (sem farinha) (receita adaptada do blog 'Sally's Baking Addiction')

Ingredientes (para cerca de dezasseis bolachas):

* 60g de flocos de aveia finos;
* Meia colher de chá de canela;
* Uma colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Um ovo;
* 250g de manteiga de amendoim caseira (receita aqui);
* 80g de açúcar amarelo;
* 90g de pepitas de chocolate de leite.

Confecção:

* Numa tigela média juntar os flocos de aveia, a canela e o bicarbonato de sódio;

* Noutra tigela bater o ovo e juntar a manteiga de amendoim e o açúcar amarelo;

* Juntar os ingredientes e amassar bem;

* Misturar as pepitas de chocolate;

* Se a massa estiver muito seca, adicionar uma ou duas colheres de sopa de leite;

* Formar bolinhas e colocar sobre um tabuleiro coberto com papel vegetal;

* Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante doze a quinze minutos;

* Deixar arrefecer durante dez minutos e transferir para uma grade.


Tenham um óptimo fim-de-semana! :D 

16 comentários:

  1. Que bom! Nova Iorque é um sonho de cidade!
    Depois queremos saber tudinho! Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois eu conto tudo, claro :D

      Beijinhos e bom fim-de-semana! :D

      Eliminar
  2. ficaram bem deliciosas, e boa viagem deve ser uma maravilha conhecer nova iorque.


    O Cantinho dos Gulosos

    ResponderEliminar
  3. Minha querida, nos Estados Unidos há coisas fabulosas, acredita! Com poucas calorias é que já não garanto! E essas bolachinhas sem farinha são mesmo excelentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, acho que as calorias são um pequeno probleminha lá. Mas pronto, é só uma semana :D

      Beijinhos :D

      Eliminar
  4. Olá Joana,

    Visitar Nova Iorque é um sonho daqueles que não sei se algum dia irei concretizar!!! Mas o sonho comanda a vida por isso... Só vos desejo uma excelente viagem com tudo de bom a que teem direito! Mas também digo que entendo perfeitamente as férias da praia, a ideia de não fazer nada, de estar de papo para o ar na praia e a ideia de dar descanso ao corpo ao fim de um ano inteirinho a trabalhar! São decisões complicadas... O que não é nada complicado é comer estas bolachas, aliás parece-me facílimo de em 2 ou 3 trincas elas desaparecerem :-)
    Gosto disso! E a receita que me parece fácil (+ pontos a favor)...

    Beijinhos grandes***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, nós ficámos mesmo na dúvida. Por um lado queremos descansar, por outro gostamos é de férias activas... Mas pronto, o nosso lado aventureiro ganhou :D

      Beijinhos! :D

      Eliminar
  5. Isso é uma aposta? :P
    (Desculpa, a minha mente só consegue identificar apostas que incluam no fim alguém a rir-se na cara do oponente. Porque também tem de haver um oponente. :P)
    A sério, AS ÚLTIMAS? Uau. Deve ser um sentimento estranho :P
    Fico sempre estranhamente feliz com estas histórias de acontecimentos fantásticos em vidas alheias. Acho que é impossível não ficar :D é uma daquelas coisas que parece só acontecer em filmes (e são criticadas por serem irreais). :D
    Eu a pensar que ias falar do Brasil mas nãão, já vens com mais uma enxurrada de planos fantásticos :D
    Deve ser estranho, quando se muda radicalmente. É difícil entender que é diferente, como quando se trocam as teclas num jogo de computador :P
    Uau, nunca pensei ler isso no teu blog ;)
    Porque é que eu já sabia que ia acabar assim?... :P
    Aposto que vão ser óptimas na mesma :D
    Que pena :( sem bolcahinhas é pior :P haha
    ...Mas acho que conseguem superar isso. :P
    Planos giros :D
    As bolachas ficam sempre giras em bolinhas. Nunca vi bolachas assim, mas são adoráveis e devem ficar muito boas :D têm mesmo cara de açúcar amarelo. E de «crocância» interior e «chewiness» interior. E de serem deliciosas :D
    Esse interior :O
    (Eu acho que as tentava esconder para transportar... :P)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui no blog a minha vida parece uma animação pegada realmente :D

      Na verdade as bolinhas foram acidentais. Pensei que iam baixar no forno e então fiz cilindros de massa, mas não baixaram o suficiente e então ficaram bolinhas altas. Mas ficam muito boas na mesma e até ficam engraçadas :D

      (Eu pensei nisso, mas parece que eles têm lá cães para cheirar a comida!) :P

      Eliminar
  6. Epaaaa tenho de experimentar! :D

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Olá Joana!
    Fui a Nova Iorque no ano passado e quero-te dar uma boa notícia: deixam levar comida!! Levei sandes e bolachas do voo anterior (fiz escala) na bagagem de mão e nunca embirraram. Exceto com a água, uma garrafa novinha atirada para o lixo logo em Lisboa, nem tentem, é um desperdício de água.

    Quanto à cidade em si e tendo em conta um dos tópicos que publicaste no post de dia 19-08, aconselho-vos a planear um bom tempo para fazer... nada! Apenas para se perderem como dizes porque uma das atividades que permite interiorizar melhor o ambiente da cidade é andar na rua como tantos milhões, viver a vida deles, sentir o cheiro, ouvir os barulhos, "absorver" o estilo de vida, as pessoas...

    Se forem virados para fazer compras(aproveitem as marcas tipo nike, levi's converse, etc, aproveitem!) , vão a um outlet. Têm de ir de autocarro e sair da ilha mas vale muito a pena. Aliás, (se conseguirem) tentem não comprar muita coisa na cidade em si porque estes outlets são uma perdição. Eu fui ao Jersey Gardens mas dizem que o Woodbury também é muito bom! E aproveitem o Century 21, vale muito a pena também.

    Quanto a transportes o passe do metro (que também dá para autocarros) é excelente (utilizei o de 7 dias) e os pézinhos também!
    Podes ficar um pouco de pé atrás com o passe se fores pessoa de andar, mas naquela cidade anda-se muito e há momentos de muito mas mesmo muito cansaço!!

    Recomendo atravessar a ponte de Brooklyn a pé, andar em sightseeing bus dá para percorrer todas as zonas da cidade, que de outra maneira, tendo os dias contados, não dava, têm um percurso de noite espetacular; ir ao Top of the Rock ao final do dia/noite, e se não fizerem questão de visitar mesmo a estátua da Liberdade, utilizem o Staten Island Ferry: passam bastante perto dela, têm uma vista da cidade muito boa e é grátis!!

    Bem.. espero ter ajudado qualquer coisinha. Se me lembrar de mais alguma coisa, venho cá melgar-te mais um bocado!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Inês! :D

      Obrigada pelo feedback! Eu tinha lido que não deixavam entrar comida nenhuma, mas assim pelo menos podemos levar algumas coisinhas :)

      Sim, vamos decididos a fazer umas férias mais calmas e passar algum tempo a relaxar e a passear :D Tão bom, mal posso esperar :D

      Compras não é muito a nossa cena, mas vou transmitir a informação ao pessoal ;)

      Nós estamos alojados em Manhatan e realmente estávamos a planear andar, mas depois quando planearmos os dias mais a fundo vou ter em conta o que disseste! :D

      Muito obrigada pelas dicas, a sério :D :D :D

      Beijinhos :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />