28 de janeiro de 2015

Empadão de vaca e cogumelos para o início de uma nova fase :)

So this is what you meant when you said that you were spent?
And now it's time to build from the bottom of the pit, right to the top.
Don't hold back, packing my bags and giving the academy a rain check.

I don't ever wanna let you down, I don't ever wanna leave this town.
'Cause after all this city never sleeps at night.

It's time to begin, isn't it?
I get a little bit bigger, but then I'll admit I'm just the same as I was.
Now don't you understand?
That I'm never changing who I am.

Imagine Dragons


Há praticamente um mês iniciei o meu internato de psiquiatria da infância e da adolescência. Tal como em todas as novas fases cá por casa, também o início desta foi marcado por um enorme caos: o horário prolongado de trabalho não ajudava, a vontade de cozinhar não era muita, o blog ficou um bocadinho abandonado, a energia desapareceu e a urgência de estudar subjugou todas as outras necessidades básicas para o mundo do esquecimento.


Numa primeira fase as horas de sono eram mais escassas, as refeições tornaram-se menos criativas, a casa ficou mais desarrumada e as diferentes obrigações foram ficando acumuladas. No entanto, com o passar das semanas aprendemos a lidar mais uma vez com uma nova realidade: o internato da especialidade. E redefinimos as nossas estratégias.


Revimos prioridades e estabelecemos novas regras. O tempo para o blog é manifestamente inferior ao que tive até agora, mas a sensação de alegria que me invade no meu trabalho compensa tudo isso. Cozinhar o jantar é praticamente imperativo porque senão fico sem almoço para o dia seguinte, mas poder almoçar a minha comidinha reconfortante todos os dias compensa tudo isso. Trabalhar muitas horas por dia é cansativo, mas saber que sou feliz em todos os minutos que passo com as crianças compensa tudo isso.


No entretanto estou mais cansada, mas incrivelmente mais feliz. Sinto-me mais completa, mais viva e mais plena. Sinto-me mais eu. E sinto-me extraordinariamente satisfeita por estar finalmente a realizar o meu sonho, dia após dia.

É tudo uma questão de redefinir estratégias e rever prioridades.


Por isso, vou fazendo o que posso. Alterno almoços de marmita tremendamente criativos como mini-francesinhas e os sempre bem sucedidos queques salgados com pratinhos mais aborrecidos e monótonos como o empadão. Uso as receitas mais simples e reconfortantes para os dias em que o tempo é pouco, mas a fome é muita.

E no fim remato o almoço com um chá, feito na caneca que trouxe de casa para o trabalho. Porque este é a partir de agora o meu segundo lar. Afinal, não dizem que a nossa casa é onde está o nosso coração?


Empadão de vaca e cogumelos

Ingredientes (para quatro pessoas):

* Uma cebola picada;
* Três dentes de alho picados;
* Um fio de azeite;
* Uma folha de louro;
* 500g de carne de vaca picada;
* Uma lata de cogumelos laminados;
* Uma colher de chá de pimentão-doce;
* Meia colher de chá de paprika;
* Meia colher de chá de orégãos;
* Uma pitada de sal;
* Uma pitada de piri-piri;
* 100g de flocos de batata.
* Uma pitada de noz-moscada;
* Uma gema;
* Queijo ralado q.b.

Confecção:

* Refogar a cebola picada, o alho picado e a folha de louro num fio de azeite;

* Juntar a carne de vaca e os cogumelos laminados e deixar refogar;

* Temperar com o pimentão-doce, a paprika, os orégãos, o sal e o piri-piri;

* Deixar cozinhar durante dez minutos;

* Entretanto preparar o puré seguindo as instruções da embalagem (no nosso caso fervi 500ml de água e juntei os flocos);

* Temperar com uma pitada de noz-moscada;

* Colocar num tabuleiro de ir ao forno uma camada de puré, uma camada de carne e uma nova camada de puré;

* Pincelar com a gema e cobrir com o queijo ralado;

* Levar ao forno pré-aquecido a 200º durante quinze a vinte minutos.


Até amanhã! :D

8 comentários:

  1. Huuummm...
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Olá Tudo bem? que bacana, adoro testar novas receitas... teu blog é bem legal, tenho um tb, pois sou cake designer e sempre posto dicas e receitinhas super aprovadas..beijo
    http://atelieoficinadoacucar.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. A tua vida é virada do avesso muito frequentemente :P já estás pró a aprender a viver de cabeça para baixo. É como naqueles jogos em que há um muito temido ícone que faz com que as funções das teclas de teclado se alterem ou, naqueles que têm um objecto voador que sobre quando se carrega no rato, passe o botão a ser para descer e o não carregar signifique «sobrevoar o chão» em árabe - depois de algum dempo habituas-te. Digo eu, que não tenho muita experiência fora da metáfora.
    Realmente o que dizes soa muito deprimente, depois do primeiro parágrafo fiquei a questionar-me sobre a razão da tua sobrevivência. Mesmo depois de ler o resto do post fiquei a suspeitar que és uma barata. :D
    Desculpa, mas não se nota muito quando abandonas o blog :P se calhar é porque agendas os posts, mas ele continua a parecer reluzente e não com pó e bolor (a palavra «abandonado» é sugestiva).
    Era difícil viver assim, que deprimente :P
    Gosto de como falas sempre no colectivo :D
    Mesmo que com metade das publicações o teu blog continua adorável e tão bom como antes :D Ainda bem que adoras imenso a tua nova realidade. A sério, estou muito feliz por ti :D Por curiosidade: ainda preferias ter ido para Matemática? :P
    Mini francesinhas? Que. Giro. E fofo. Adorável. :D
    Não sei qual é o critério para distinguir as aborrecidas das não aborrecidas, mas eu não recusava nenhuma ;)
    E um chá quentinho ajuda sempre :)
    O empadão parece delicioso :D uma boa pausa para um dia enorme :P Aquela parte em que o puré se mistura com a carne, na parte direita, faz-me lembrar um empadão já feito que o meu pai comprava. E que era extremamente bom, que o meu pai comprava e era extremamente bom.
    Deve ser difícil tirar um pedacinho direito de empadão, a sério :P é engraçado, pela altura do tabuleiro diria que o empadão era bastante mais alto! :)
    Usas flocos de batata?!!! :O A sério? E é bom? Eu pensava que era horrível, mas como usas presumo que não seja :P deve ser só a minha avó a não querer ser substituída. E as outras pessoas todas. :P
    Parece mesmo delicioso, bacana :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não preferia ter ido para matemática. Gosto mesmo muito do que faço :D

      Às vezes faço puré de batata 'a sério', mas quando não tenho muito tempo os flocos dão imenso jeito. E eu gosto, acho que fica bom :)

      Eliminar
  4. Está com um aspeto delicioso!
    Beijo

    http://ps-eucozinho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />