11 de novembro de 2014

Sopa de espinafres para um jogo divertido :D

É urgente estar atento, ver para onde corre a maré,
Ver de onde sopra o vento, não vás tu perder o pé.

B.P. é quem to diz, impele a tua própria canoa.
Se queres mesmo ser feliz, não te deixes ir à toa.
Impele a tua própria canoa, impele a tua própria canoa.

A vida não é um deserto, não queiras ficar no cais.
Lenço rubro é rumo certo, decide tu para onde vais.
Não queiras ficar no cais.

 

Quando o meu irmão era pequenino era frequente eu dormir com ele ao fim-de-semana. Algumas das minhas mais felizes memórias da adolescência estão relacionadas com aquelas horas intermináveis que passávamos a conversar, a rir e a cantar, e só parávamos quando a minha mãe gritava ensonada do quarto para que nos calássemos.

Aí havia duas coisas que adormeciam quase instantaneamente o meu irmão. A primeira era cantar-lhe músicas das guias, algumas das quais ele ainda se recorda hoje em dia (como a que está acima).

A outra era jogarmos ao jogo dos legumes.


O jogo dos legumes era a brincadeira mais idiota e parva de sempre, e consistia em imitarmos os legumes à nossa escolha. Se fôssemos uma cenoura ficávamos bem esticados, se fôssemos um tomate ficávamos enroladinhos numa pequena bola humana... Independentemente da forma que fizéssemos, uma coisa era certa: tínhamos que estar calados.

Percebem? Porque os legumes não falam.


Quando comecei a jogar este jogo o meu irmão tinha uns dois anos, o que explica que tenha caído tão depressa na cantiga. Sempre que ele dizia alguma coisa, logo eu retorquia com um ar adulto:

'Tiago alguma vez viste uma cenoura a falar? Não podes fazer barulho, és uma cenoura!'.

Com o tempo esta parvoíce totó manteve-se, e é com um grande carinho que admito que jogámos ao jogo dos legumes durante muitos anos (já as músicas das guias ainda são comuns quando dormimos juntos, mas enfim!).


Hoje o jogo dos legumes é diferente, mas nem por isso menos divertido. Implica usar o maior número possível de legumes numa receita, comer vários tipos diferentes de legumes durante o dia e tornar extremamente saborosos os pratos que nos fazem bem. E eu sou tão boa neste jogo que às vezes juro que tenho medo de me tornar efectivamente num legume.

Bem, nesse dia pelo menos seria a melhor jogadora do jogo dos legumes de sempre. Havia era aquele aborrecimento de não poder falar, mas segundo certas e determinadas pessoas isso até era uma vantagem (não era Pedro?) :D


Sopa de espinafres

Ingredientes:

* Duas courgettes;
* Três cenouras;
* Uma cebola;
* Três dentes de alho;
* 400g de espinafres;
* 200g de couve-flor;
* Uma pitada de sal;
* Uma lata de feijão vermelho cozido;
* Um fio de azeite.

Confecção:

* Cortar as courgettes, as cenouras, a cebola e os dentes de alho e colocar numa panela juntamente com os espinafres e a couve-flor;

* Cobrir com água, temperar com sal e deixar cozinhar;

* Passar com a varinha mágica e acrescentar o feijão vermelho;

* Deixar cozinhar mais um pouco e desligar o lume;

* Acrescentar o fio de azeite quando a sopa estiver morna.


Até amanhã :D

2 comentários:

  1. Eu durmo com o meu irmão ao fim de semana :D Não fazemos uma enorme festa porque já temos sono, mas continua a ser muito fofo :) gosto imenso de acordar cedo e fazer waffles para o pequeno almoço enquanto ele vê desenhos animados (não é nenhuma tradição familiar, comprei a máquina de waffles há 3 dias. Antes era mais panquecas :P ou pão fresco, não é uma ideia tão confortável mas não é nada mau...) :)
    Músicas, que giro :) haha
    A única coisa que eu já cantei ao meu irmão foi uma canção educativa idiota cuja letra consistia na repetição de «um mais um é igual a dois», porque eu achava que era brilhante cantar-lhe isso quando ele tinha 1 mês. Infelizmente eu desisti e ele não se tornou um génio a fazer a soma 1+1, o que é realmente uma pena porque sem dúvida que lhe daria uma vantagem inegável no percurso escolar ;)
    (ah, também ouve outra canção cuja letra se destinava unicamente a gozar com a minha avó através da repetição exagerada do nome dela deformado)
    Jogo dos legumes... Parece divertido! :P
    Haha :P é uma ideia gira! Os jogos idiotas são sempre muito engraçados :) a ideia de uma pessoa-cenoura por si já me dá vontade de rir!
    A tua reação adulta é brilhante :P o meu irmão passava-se! Haha :P
    Então as canções ficam mas o jogo dos legumes não? Que seleção é essa? O jogo dos legumes é muito mais giro!
    O de agora parece um bocadinho menos divertido... quando li «jogo dos legumes» no início pensei que fosse mais do género disso, tipo comer muitos legumes. Uma tu-legume até é uma ideia gira :)
    Estava a ver a receita e pensei «olha, alguém que tritura o feijão na sopa sem ser a minha avó», mas afinal não :P Pobre feijão tímido!
    E mais uma vitória no jogo dos legumes... E que vitória deliciosa! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu só não durmo com o meu irmão mais frequentemente porque a cama dele é pequena para os dois (Esta cidade é pequena demais para nós dois... Alguém envenenou a nascente... Tenho uma cobra nas botas) :D Nós ainda somos fiéis às panquecas :D

      O jogo dos legumes ainda ficou, na verdade. Mas é o equivalente a um 'vá, vamos dormir Tiago!' :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />