10 de novembro de 2014

Queques de laranja e canela... E um azar nunca vem só!

When I see strong hearts give way
To the burdens of the day,
To the weary hands of time,
Where fortune is not kind.

Honey, you're my lucky day,
Baby, you're my lucky day.
Well I lost all the other bets I made.
Honey, you're my lucky day.

Bruce Springsteen


Dizem que um azar nunca vem só. Eu nunca acreditei particularmente nisso, mas confesso que no último mês a minha postura mudou.

Tudo começou com um agravamento acentuado das minhas alergias - nada de estranho, pensei eu, tendo em conta que estávamos no Outono. Depois fiquei com uma pneumonia. Lá fiquei de cama uns dias, a tomar antibiótico e a inundar-me de pena de mim própria.


Eventualmente o Pedro ficou doente, e aí eu comecei a ficar desconfiada. Juro-vos, este tipo nunca fica doente. Em quase sete anos de vida em conjunto ele ficou de cama uma vez (uma!) e é raríssimo ficar constipado. Felizmente ele ficou melhor alguns dias depois, e pudemos finalmente respirar fundo.

Até que chegou aquela Terça-feira. Fomos trabalhar de manhã para o centro de saúde, e como tínhamos ambos tarde livre decidimos almoçar naquele restaurante maravilhoso lá ao lado que faz um frango no churrasco de ir às lágrimas. No entanto, enquanto almoçávamos comecei a sentir imensa comichão na mão. Cedo encontrei o culpado do crime: um mosquito pequenino que andava ali a rondar.


Antes de vos contar o que se passou depois, vou só fazer um pequeno esclarecimento: eu faço sempre reacções bastante fortes às picadas de insectos. Fico constantemente inchada, vermelha e com uma comichão tremenda, razão pela qual no Verão a nossa casa está sempre gelada e tem repelentes eléctricos em todas as divisões. Apesar disso, confesso que nada me prepararia para o que aconteceu a seguir: fiz uma reacção anafiláctica.

Esta não foi propriamente uma anafilaxia dos filmes. Não me atirei para o chão a sufocar nem nada do género - em vez disso a minha mão inchou até ficar do dobro do tamanho, ficou vermelha e doía imenso. Algumas horas depois o edema estendeu-se aos dedos, ao pulso, ao antebraço e ao cotovelo.


Inicialmente tentei entupir-me de comprimidos e cremes, mas dois dias depois tive que ir para o hospital e levei uma injecção de hidrocortisona. Passei uns dias a tomar corticóides e as melhorias lá foram aparecendo, muito lentamente.

Entretanto fiquei boa e até agora não tive mais nenhuma aventura, mas confesso a dada altura pensei que esta nuvem de azar tinha vindo para ficar. Parece que estava errada: a nuvem escura desapareceu e o sol voltou a sorrir (até ver!).


Para evitar futuros desastres do género e porque o Inverno está aí à porta, nada melhor do que aumentar a dose de coisinhas boas que meto na barriga. E assim surgiram estes queques de laranja e canela, cheios de vitaminas e antioxidantes e a transbordar desse saborzinho tão bom do Outono.

Ideais para afastar nuvens de azar e de doenças :)


Queques de laranja e canela

Ingredientes (para oito queques):

* Uma chávena de chá mais uma colher de sopa de farinha de trigo;
* Uma colher de chá de canela;
* Meia colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Meia colher de chá de fermento;
* Uma pitada de sal;
* Um ovo;
* Meia chávena de chá de açúcar amarelo;
* Três colheres de sopa de óleo vegetal;
* Meia chávena de sumo de laranja (sumo de duas laranjas);
* Raspa de duas laranjas;
* Uma colher de chá de essência de baunilha.

Confecção:

* Numa tigela grande misturar a farinha, a canela, o bicarbonato de sódio, o fermento e o sal;

* Numa tigela média bater o ovo e misturar o açúcar, batendo bem até ficar um creme mais claro e espumoso;

* Juntar óleo, o sumo de laranja, a raspa de laranja e a essência de baunilha, batendo até ficar tudo misturado;

* Juntar os ingredientes líquidos com os ingredientes secos e misturar apenas até a mistura ficar combinada;

* Colocar a massa em forminhas para queques e levar ao forno pré-aquecido a 220º durante sete minutos;

* Sem retirar os queques, baixar a temperatura para os 190º e deixar cozinhar durante mais dez minutos.

 

Quarta de manhã

Quarta à noite
Quinta de manhã
Até amanhã :D

17 comentários:

  1. Bem isso é que é azar... Espero mesmo que estejas melhor e que isso não volte a acontecer.
    Acho que vou experimentar estes queques um dia destes. Um beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até ver continuo saudável, deve ter sido só mesmo uma nuvem negra :D

      Quando experimentares envia-me para eu publicar na rubrica :D

      Beijinhos e boa semana :D

      Eliminar
  2. Ora aqui está uma receitinha que leva o bicarbonato de sódio :-)
    Já se sabe que quando tiver um tempinho, vou logo experimentar :-)
    Espero sinceramente que essa onda de azar tenha acabado de vez... Possa! É que foi tudo seguidinho...
    Beijinhos e uma boa semana***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também tinha essa dúvida do bicarbonato antes, ainda bem que pude ser útil :) Quando experimentares diz se gostaste então :D

      Sim, parece que foi embora de vez ;)

      Beijinhos e boa semana :D

      Eliminar
  3. Deliciosos e lindos.
    Beijinho e as melhoras

    ResponderEliminar
  4. Caramba que maré de má sorte!
    Mas dizem que depois da tempestade vem a bonança, e de certeza que com esses bolinhos ela chega mais depressa ;)

    Beijinhos e uma boa semana!*
    http://petiscana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até ver parece que veio mesmo a bonança Ana :) Ainda bem, já mereço um descanso :D

      Beijinhos e boa semana :D

      Eliminar
  5. Ainda bem que o soljabrilha por essas bandas!!!

    Mais uns belos queques pois claro :)
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Eu adoro esses ditados populares pessimistas... :P Quem raio se lembrou desse? Sinceramente vejo-os só como ditados populares e não penso muito neles, especialmente quando são assim tão aleatórios e vidente wannabes :P
    Alergias - deve ser tão, tão chato! Com alergias no outono e tensão baixa que prega partidas no Verão... Fica complicado :P
    Pneumonia, que chato! Se isto não soou genuíno é só porque já mencionaste e não me apanhaste de surpresa. Mas mesmo assim acho que é chato E tenho pena de ti (ou pelo menos do teu «eu» passado). A coisa que eu mais associo a pneumonia é limão :P não tenho nenhuma história gira com limão e pneumonia como protagonistas, mas não sei porquê relaciono (lembrei-me disso porque tu ficaste com pneumonia, sendo tu um sinónimo de limão). Acho que é porque numa altura a minha irmã apanhou uma e a minha avó às vezes fala disso + há uma história sobre um médico de camisola amarelinha a correr pela família (estou a exagerar um bocado, claro). E o limão é amarelo. E os médicos «tratam» a pneumonia. Conexão legítima, certo? (quando era muito pequena a minha irmã ficou fascinada e estava sempre a dizer «diz 2 palavras e eu consigo estabecer uma relação», tipo dentes-rato-queijo-buraco-cratera-Lua OHMEUDEUS dentes e Lua estão relacionados. 8 anos e já era um génio... ;)
    *foto de muffin-montanha*
    Que sorte, nunca ficar doente! Realmente... então foi uma coincidência estranha!
    Como é que frango de churrasco pode ser assim tão bom? Tirando a minha avó patriotista e a sua demonstração de desprezo pelo frango espanhol, supostamente muito pior do que o de um restaurante de take away aqui perto (que tem frango melhor, mas continua a perder 100 a 0 porque a) os de Espanha estão num espetinho a rodar sadicamente como nos filmes e b) o restaurante em Espanha chama-se Masquepollo. Disse esse nome 200 vezes antes de comprar lá um frango. «And counting», porque quem comprou o frango foi a minha avó durante a sua caminhada MATINAL - sim, a minha avó é uma caixinha de surpresas que vai andar de manhã e chega com uma saquinha de frango assado. Foi lá comprar pão e lembrou-se :P Ainda ficou desiludida porque a baguette era cara e porque viu o senhor vendedor de frangos rotatórios a enfiar um papel na saca e pensou que vinham batatas fritas incluídas... :P), nunca vi um elogio a frango assado :P (o parêntesis foi longo, quase perdia o fio à meada!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade a tensão baixa é pior, para as alergias parecendo que não há medicamentos (e uns até fazem dormir bem à noite, o que é óptimo!) :) Mas mesmo tomando os anti-histamínicos fiquei assim. Era mesmo um mosquito venenoso :D

      Eu sou sinónimo de limão para ti? Já ganhei o dia :D Adoro que alguém me associe automaticamente ao limão. Se calhar devia ser a Drª Limão em vez da Drª Queques, que achas? :D

      Masquepollo é realmente um nome engraçado, mas estou com a tua avó nisto: não há frango no churrasco como o nosso. E o de Alverca é bem bom, embora agora tenhamos descoberto um lugar aqui perto que faz frango óptimo e barato E ainda entrega no domicílio (céééééu) :D

      Eliminar

  7. Mosquitos são assustadores. O meu maior dilema é «insecticida ou não insecticida», porque os mosquitos são feios, maus, vis e cruéis MAS o desenho na capa dos insecticidas é um bicho pavoroso que até mete medo. Eu até pensei em vestir-me de lata de insecticida para o Halloween. Normalmente acabo a acordar com «bzzz» no ouvido às 4h da manhã e ter de me levantar para procurar a maldita criatura (demoro imenso tempo - bom exercício de gratidão (ou não) para perceber o quão grande o meu quarto é!).
    Ainda por cima pequenino, se fosse grande nem era assim tão mau... com um minorca uma pessoa sente-se derrotada :P
    Esse problema com picadas é horrível! Eu não tenho grandes problemas tirando um medo exagerado de abelhas e mini ataques de pânico por causa de insectos assustadores, até me chateia mais o suspanse de mini aviões no quarto do que as picadas em si. Mas a minha prima reagia muito mal, era mesmo horrível! Agora cresceu e já não é tão mau, mas mesmo assim fica muito inchada. Acho que nisso até tenho sorte ;)
    Essa descrição da anafilaxia dos filmes... :) até estou a ouvir o House a dizer em inglês! Essa alternativa sempre é mais calminha, mas também muito desagradável... Até ao cotovelo? :(
    Ainda por cima é uma coisa tão caricata que eu nem pensaria que dói :P eu sei que é extremamente idiota, mas quando vejo feridas/... faz-me muita impressão, mas quando são coisas que tenham uma aparência minimamente bizarra (eu ia dizer engraçada, mas acho que era mau demais dizer isso :P) não parece ser tão doloroso...
    Ainda bem que tudo correu bem! És uma teimosa, mais valia teres logo tratamento :P mas pelo menos sabes o que estás a fazer, é melhor do que pessoas não formadas em medicina a tentar adivinhar (a minha mãe).
    Até puseste a mão na foto para mostrar que já não está gigante :)
    UAU a tua mão! Que diferença! Foi mesmo mau... :( parece uma daquelas luvas brancas insufladas e atadas ):
    Há outro ditado popular que conspirou contra ti, o do «não há 2 sem 3», que ainda é mais específico por isso é mais giro :P
    ...Pelo menos muffins! ;) Acho que não foi só a tua mão que teve essa reação a um choque anafiláctico, porque de outro modo esse relevo não seria possível!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós não usamos insecticida mas usamos repelente nas tomadas (por isso nada de desenhos na cama). Às vezes no Verão também andamos à caça do mosquito e é bastante giro :D Eu sou óptima a encontrar mosquitos, o Pedro é óptimo a dar-lhes com livros, fazemos uma equipa imbatível :D

      Sim, foi mesmo até ao cotovelo. Tive que ficar em casa porque não conseguia conduzir para o trabalho (ainda por cima foi na mão direita, por isso nada de meter mudanças). E não conseguia cozinhar! (Eu tentei, a sério!). E olha que doía imenso, mesmo sem estar a tocar lá. Doía se abanasse o braço ou se o baixasse... Enfim, já passou :)

      Na verdade eu quis logo levar a injecção, mas a minha tutora de MGF achou que não valia a pena e que ia passar sozinho e eu pensei 'bem, se calhar estou a ser uma histérica com isto'. Afinal tinha razão! :)

      Eliminar
    2. 'desenhos na cama' era 'desenhos na capa'. Mas também não temos desenhos na cama, já agora :D :D :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />