14 de novembro de 2014

Baba de camelo e um dom especial do meu irmão :D

My brother, where do you intend to go tonight?
I heard that you missed your connecting flight
To the Blue Ridge Mountains, over near Tennessee.

You're ever welcome with me anytime you like.
Let's drive to the countryside, leave behind some green-eyed look-alikes.
So no one gets worried, no.

But, Sean, don't get careless, I'm sure it'll be fine.
I love you, I love you, oh, brother of mine.

Fleet Foxes


Eu podia passar horas a falar-vos das qualidades do meu irmão.

Podia contar-vos como ele tem um sentido de humor divertido, como é carinhoso e protector, como é esforçado e como guarda dentro dele, tal como eu, todos os sonhos do mundo (os meus pais foram mesmo bons a educar-nos, juro).

Podia dizer-vos que ele é muito inteligente, extremamente querido e bastante interessante (toca saxofone, é acólito, faz CrossFit e está a tirar um curso de DJ, entre outras coisas giras). Até vos podia falar do fascínio dele por filmes de terror, da adoração que ele tem por viajar e do quanto ele gosta de animais.


Mas hoje vou falar-vos de uma característica muito peculiar: o meu irmão tem a memória alimentar mais extraordinária que eu conheço. Consegue lembrar-se com todos os detalhes das refeições que fizemos na Tailândia há mais de dez anos atrás, dos docinhos que comemos no México há cinco anos ou dos pratos que cozinhámos no Natal passado. Lembra-se de pormenores impressionantes acerca dos restaurantes a que já fomos. É, resumidamente, uma pequena Wikipédia da restauração.


Da última vez que fui ao Porto visitar a minha família ele pediu-me para fazer baba de camelo, um doce do qual manifestamente eu não sou fã. Mas ele não pretendia uma baba de camelo qualquer: queria uma igual aos que os meus pais fizeram uma vez há três anos atrás, com frutos vermelhos misturados.

Meti mãos à obra. Pedi conselhos na página de Facebook do blog, baseei-me na sempre infalível Joana Roque e fiz a minha própria versão deste doce. Mandei o meu irmão ao Pingo Doce comprar frutos vermelhos, mas infelizmente ele não tem o dom de encontrar produtos (só tem mesmo o dom de se recordar deles posteriormente) e por isso voltou a casa de mãos a abanar. No fim acabei por misturar umas nozes em pedaços para dar um toque especial na receita, e a verdade é que ficou deliciosa na mesma.


Hoje não vos vou falar do quão extraordinariamente perfeito é o meu pequenino. Não vou entrar em lamechices sobre o quanto gosto dele (mais do que tudo no mundo), o quanto gosto de passar tempo com ele (a ver Sobrenatural, o nosso guilty pleasure comum), o quanto adoro rir e segredar com ele e o quanto sinto a falta disso todos, todos os dias.


Hoje vou falar-vos de uma baba de camelo que ficou na história por não ser tão boa como aquela de há três anos com frutos vermelhos misturados, mas que compensou porque foi feita a quatro mãos com muitas gargalhadas à mistura.

Adoro-te pequenino. Da próxima vez não te esqueças que os frutos vermelhos estão logo à entrada, à esquerda.


Baba de camelo

Ingredientes:

* Uma lata de leite condensado cozido;
* Cinco ovos separados;
* Nozes q.b.;
* Canela q.b.

Confecção:

* Misturar o leite condensado cozido com as gemas e aquecer em lume brando, mexendo sempre até engrossar;

* Incorporar as claras batidas em castelo, envolvendo com cuidado;

* Juntar as nozes e polvilhar com canela;

* Refrigerar durante pelo menos quatro horas e servir.



Tenham um óptimo fim-de-semana! :D

14 comentários:

  1. Ter um irmão desses deve dar um jeitão!! :)
    E deixa lá, há frutos vermelhos que não se deixam encontrar assim de qualquer maneira! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, os frutos vermelhos são difíceis de encontrar :)

      Dá imenso jeito, principalmente quando não nos lembramos de determinado restaurante :D

      Beijinhos :D

      Eliminar
  2. Olá Joana,

    Essa baba de camelo parece-me tão fácil de fazer... E tem cá um aspecto :-) :-) :-) nham, nham...
    Ai os irmãos mais novos e a nostalgia de quando vivíamos em casa dos pais e tínhamos os irmãos sempre juntinhos a nós!!! Se bem que por vezes a coisa corria mal... Mas no final acabava sempre tudo em bem.
    Ora bem, se eu queria experimentar esta tua receita??? Queria!!! E a dica com os frutos vermelhos parece-me extremamente boa... Se vou experimentar esta tua receita??? Não sei... Porque quero experimentar tanta coisa........ Mas fica a intenção e fica mais uma guardada nas próximas a fazer...
    Beijinhos grandes Joana e um bom fim-de-semana***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá :)

      Pois é, tenho imensas saudades desses tempos. Felizmente ainda vou a casa dos meus pais com alguma frequência, e de vez em quando o meu irmão também vem cá passar o fim-de-semana :)

      Honestamente sou suspeita porque não gosto assim muito de baba de camelo (acho enjoativo), mas a dica dos frutos vermelhos é realmente boa ;) Se experimentares diz :D

      Beijinhos e tem uma óptima semana :D

      Eliminar
  3. Quem tem um(a) irmão(ã) tem tudo!
    Curiosamente baba de camelo é uma das sobremesas preferidas do meu irmão :)

    Ficou com ótimo aspeto.
    http://petiscana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar é coisa dos irmãos mais novos Ana :D

      Obrigada ;)

      Beijinhos :D

      Eliminar
  4. costumo ler as tuas histórias mas esta acaba particularmente bem lol Mas na próxima tens que lhe fazer esquema para as nozes no supermercado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As nozes ele encontra, já os frutos vermelhos... Da próxima vez faço-lhe um desenho :D

      Beijinhos ;)

      Eliminar
  5. Mesmo assim os sonhos não podem ter tanta qualidade como os teus - quinta, vaquinhas e muffins fazem um conjunto imbatível :D
    CrossFit deve ser tão "giro" (não o melhor adjetivo, eu sei). Agora abriu uma "box" aqui perto e tem imagens de gladiadores, é aterrorizante :P
    Saxofone, que fixe :P
    (OHMEUDEUS o teu irmão é a Lisa :P)
    Adoração por viajar? Onde é que eu já vi isso? :)
    Tu és é uma irmã babada :D
    "Memória alimentar", essa expressão vai revolucionar o mundo :) a minha avó tem isso, mas em negativo :P a sério, não é esquecimento, é "olha um bolo, vou comê-lo e não reparar no sabor".
    É uma qualidade engraçada, e aposto que pode ser muito útil :) pode evitar muitos desastres como salvar alguém de um caso grave de "isto faz-me lembrar alguma coisa mas não sei o quê" (acabei de provar pela primeira vez um macaron de limão - sim, é influência tua :P - e lembrou-me de alguma coisa que ainda não sei o que é, estou prestes a ter um ataque de ansiedade). Ou se o Super Homem precisar de jantar para salvar o mundo com vocês e ninguém se lembrar de quais restaurantes são certificados sem kryptonite. Por outro lado também consigo imaginar situações bastante más - as pessoas dizem que ter memória de tudo é horrível, agora imaginem relembrar cada dentada com sabor a comida de cão.
    (Uma vez a minha prima, quando era bebé, disse "papá, abre a boca e fecha os olhos", ele obedeceu porque pensava que era uma bolacha e ela enfiou-lhe um biscoito de cão na boca :P)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca tinha pensado nisso, mas faz todo o sentido: o meu irmão é a Lisa :D Mas espera: isso faz de mim o Bart? :D

      Eu acho que ter memória alimentar é uma coisa óptima, principalmente se és boa boca e gostas de tudo (caso do meu irmão) :D

      Eliminar

  6. Ah, também pode ser bastante útil para quando pensares que aquele teu bolo de limão com adoçante "não era assim tão mau" ;)
    (Mas eu acho que não devia ser assim tão mau - pelo que me lembro dizias que parecia uma "bolacha gigante", e essas palavras ficam tão giras juntas que não podem descrever nada terrível!)
    (Tirando aquelas "bolachas gigantes" usadas por quem levanta muito peso, por exemplo, sei lá, aqueles que atiram 250kg para o chão depois do deadlift e provocam um terramoto enorme. Havia um vídeo muito engraçado com um homem a explicar um exercício com halteres - acho que tinham uns 20kg cada um - e, no fim, atirava-os sempre para o meio do chão, fazia imensa impressão :P é o meu sonho, mas para isso tenho de ir viver sozinha porque a minha avó não ia achar muita piada.)
    E os teus pais não se lembram da receita? Com frutos vermelhos nunca vi, mas também não sou a maior perita em baba de camelo (e acho que nunca provei). Parece um contraste um bocado estranho, mas deve ficar muito bom :)
    Com todos os teus elogios começo a achar que "desvalorizo" esse blog, porque raramente vou lá :P vou ter de prestar mais atenção!
    Mas os frutos vermelhos são realmente difíceis de encontrar :P ainda não sei se em Espanha, quando fui a 10 sítios diferentes à procura de mirtilos para fazer os muffins, a culpa não foi minha :P cada hipermercado tem o seu próprio sítio original e inovador para albergar os frutos silvestres (o que é muito cruel - já é dramático para nós que queremos saber deles por razões alarves, quanto mais para o Tweety!)...
    Nozes... ainda me parece melhor do que frutos vermelhos! :)
    Se calhar daqui a alguns anos vais tentar outra vez e esta vai parecer melhor, porque as memórias felizes vão convencer por força a memória gustativa. Pelo menos a tua, que como a nossa, comuns mortais, não é especialmente afinada ;) o procedimento compensa o que possa estar em falta no resultado final!
    Acho que cada cadeia de supermercados devia ter uma estrutura definida para todo o país... O Pingo Doce hipermercado mesmo daqui mudou há algum tempo e da primeira vez que fui lá fiquei completamente desorientada, é uma confusão :P aliás, devia haver um código de ética entre supermercados que os fizesse ter mais ou menos a mesma organização, seria muito útil!
    E claro que a baba de camelo bate o amor incondicional no que toca a assuntos de posts! :P
    Acho que também vou fazer uma lista das coisas em que o meu irmão é brilhante. De momento lembro-me de uma: BOCHECHAS. :)
    Levar o doce de leite e gemas ao lume até engrossar - isto quer dizer que nem toda a gente coze a lata de leite condensado na panela de pressão até quase dar para cortar à fatia? :P
    Não sei se é enjoativo ou não, mas parece uma sobremesa rápida e boa :) o leite condensado é sempre um bocado doce demais (cozido é o mesmo, mas muito melhor, não só porque a ideia de o cozer é extremamente engraçada), mas essa baba de camelo deve ser muito "tolerável" ;) parece muito cremosa e a cor é muito agradável (a cor do leite condensado cozido é agradável)... Eu acho que deve ser muito boa, com ou sem frutos vermelhos! E há sempre o factor terapêutico de incorporar claras numa mistura mais líquida :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O bolo com adoçante era mau. A minha avó ainda fala disso hoje em dia quando me vê a ir para a cozinha fazer bolos :D Um pouco como a tua, como já disseste :D

      Os meus pais nunca usam receitas. Fazem tudo como lhes apetece, o que só traz desvantagens porque quando fica mau fica horrível, e quando fica bom eles não conseguem repetir ;)

      Sim, o Pingo Doce em Leça tem os frutos vermelhos ao lado dos cogumelos! Isso faz algum sentido? :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />