9 de julho de 2014

Rissóis caseiros de farinheira no forno para uma noiva equilibrada :)

I'm kind of over getting told to throw my hands up in the air,
So there.
I'm kind of older than I was when I reveled without a care,
So there.

Lorde


Faltam menos de dois meses para o nosso casamento e está tudo a correr lindamente: já temos praticamente tudo adiantado, por isso agora só nos resta esperar tranquilamente que o tempo passe.

Os últimos meses não foram fáceis. Entre conciliar os preparativos do casamento com o estudo para o exame da especialidade, com o início do internato e com o lançamento do meu livro, honestamente quase fico com a sensação que o casamento acabou por ficar muitas vezes para segundo plano. Apesar disso, eventualmente as coisas foram ficando resolvidas e agora estamos todos extremamente zen (excepto a minha mãe, mas ela simplesmente não consegue ser relaxada).


Há várias razões pelas quais quero que o nosso dia chegue depressa. Quero poder cortar novamente o cabelo pelos ombros (não gosto de ter o cabelo comprido!), quero poder chamar ao Pedro 'o meu esposo', quero passar duas semanas a passear e a descansar na nossa lua-de-mel... E quero que as pessoas parem de me falar do meu vestido de noiva sempre que estou a comer um docinho.

Eu sei que não é por mal, mas confesso que este género de comentários já me cansam: parece que só porque vou casar é esperado (e até exigido!) que deixe de comer hidratos de carbono, que nunca coma uma sobremesa e que passe a alimentar-me unicamente de gelatinas e batidos detox.


De facto, eventualmente muitas das noivas que já conheci acabaram por render-se a alguma dessas maluquices para perder peso antes do casamento. Por outro lado, depois disso todas foram para a lua-de-mel decididas a encherem o bandulho de tudo aquilo de que se privaram nas semanas anteriores, o que como imaginam é um bocadinho contraproducente.

Eu não critico quem decide fazer uma dieta antes de casar, por mais rigorosa que seja. Não me parece que seja o meu lugar julgar os outros e não gosto de fazê-lo. Mas dispenso que exijam de mim o mesmo tipo de comportamento.


Por isso sim, vou continuar a comer docinhos, arroz, massa, batatas e feijão. Vou continuar a ter uma alimentação saudável para o corpo e para a alma, com ingredientes bons e saudáveis e o eventual pecadinho aqui e ali. E vou continuar a ignorar os comentários, porque garanto-vos que não são um gelado, uma bolacha de chocolate ou uma fatia de pavlova que me vão impedir de caber naquele vestido lindo.

Vai daí, fiz rissóis de farinheira. Dispensei o recheio com leite, farinha e manteiga, usei a farinheira ao natural e ainda os cozinhei no forno. No fim comi-os sem qualquer culpa e deliciei-me com o resultado. E pensei que vou ficar absolutamente radiante no meu vestido de noiva :D


Rissóis caseiros de farinheira no forno (receita da massa adaptada do site 'Sabor Intenso')

Ingredientes (para dez rissóis):

* 100g de farinha de trigo;
* 15g de manteiga sem sal;
* Casca de meio limão;
* 160ml de água;
* Uma farinheira;
* Um ovo batido;
* Pão ralado q.b.

Confecção:

* Colocar numa panela a água, a casca de limão e a manteiga e aquecer até ferver;

* Retirar a casca de limão, colocar a panela em lume brando e juntar a farinha;

* Misturar muito bom até que a massa fique homogénea e comece a descolar-se do fundo da panela;

* Retirar do lume e estender numa superfície bem enfarinhada;

* Polvilhar com farinha e amassar ligeiramente;

* Deixar arrefecer durante quinze minutos;

* Enfarinhar e amassar novamente até a massa ficar lisa;

* Estender com o rolo e colocar uma colher de chá de farinheira numa ponta da massa;

* Dobrar a massa e cortar com um copinho, unindo bem as pontas;

* Passar os rissóis por ovo batido e seguidamente pelo pão ralado;

* Levar ao forno pré-aquecido a 190º durante aproximadamente trinta minutos.


Espero que gostem! :)

6 comentários:

  1. A mim dizem-me o contrário, que tenho de comer para o vestido não me ficar a cair. Eu ouço, sorrio e digo que sim. Eheh
    Sinto exatamente o mesmo que tu, entre o estudo e o trabalho, e ainda a organização e decoração da nossa casa, senti algumas vezes que o casamento ficou para segundo plano, mas chama-se a isso definir prioridades. Faltam 3 meses para o meu, já tenho quase tudo tratado e portanto só quero manter este estado feliz e relaxado :) bjs

    ResponderEliminar
  2. Eu não precisei de fazer dieta, só a ansiedade e o stress que antecedeu o dia do casamento por si só fizeram-me emagrecer e muito, na loja de noivas ameaçaram que eu teria de escolher outro vestido de noiva sob o risco de este já não poder ser apertado em mais lado nenhum....e comia de tudo também....

    ResponderEliminar
  3. e olha mas que boa ideia, adorei...e olha que o tempo vai passar a voar, que sejas muito feliz, bjokitas

    ResponderEliminar
  4. Fazes tu muito bem! Vais ser uma noiva linda :) Não percebo essa mania também, mas como dizes, não nos compete a nós julgar...
    Adoro farinheira *.* Tenho a certeza que ia adorar estes rissóis. Tenho de experimentar! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  5. é isso mesmo Joaninha, o segredo é o: equilíbrio :)

    ResponderEliminar
  6. Eu adoro essas dicas subtis. Enerva-me ver alguém que vê outra pessoa a comer alguma coisa que supostamente não devia por estar de dieta ou outra coisa qualquer e fazer um comentário ao melhor estilo "olha essa barriga", "cuidado, olha a balança", "olha que isso é uma bomba", "ainda abacas outra vez", "tem cuidado", "olha o cu", "cuidado com as ancas", "isso engorda muito", "para que é que precisas disso (ex: queijo em tostas, etc)", "isso só te faz mal", "deitas tanto", "vê lá o biquini", coisas assim. Ou simplesmente olhares disfarçados de falcão por alguém pegar em mais uma bolacha ou colher de arroz. Pode não ser dirigido a mim, mas irrita-me profundamente. Como se as pessoas fossem bebés e não soubessem o que é melhor para elas, o que querem, as consequências do que fazem... Se alguém decide comer alguma coisa que não seja 100% saudável deixem-na! É tão chato ver alguém a fazer uma dieta rígida durante semanas e ser crucificado por comer uma colher de pudim... E depois há aquele tom de dizer as coisas, aquela censura miudinha de insinuação dirigida à forma física da pessoa... Fica um comentário ríspido e desagradável que se tenta disfarçar um bocadinho por boas intenções. Essa do "olha o vestido" é um exemplo perfeito... É tão passivo-agressivo. Até pode vir de pessoas bem intencionadas e amigas e tal, mas na maioria das vezes soa mesmo mal e é desconfortável. Ainda por cima se eu reajo é logo "ninguém falou para ti", "eu por acaso disse por mal?", "qual é o problema?",... Claro que não me vou revoltar por causa de comentários destes e normalmente as pessoas nem merecem isso (no sentido em que até são boazinhas, é mesmo uma espécie de preocupação, mas numa maneira mais chata e irritante e quase numa ingenuidade fingida...)
    Desculpa se exagerei um bocado :P é uma coisa que me irrita (eu sei que já repeti imenso isto), e apesar de não ser o maior problema do mundo mete nervos.
    Acho que vais realmente ser uma noiva equilibrada, e estes rissóis parecem muito melhores do que gelatina! Adorei mesmo a receita e vou ter de fazer, parecem absolutamente deliciosos! O aspecto não podia mesmo estar melhor, é impressionante :) fiquei mesmo surpreendida :) nunca vi uns rissóis tão bem feitos!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />