1 de julho de 2014

Iogurtes de maçã e canela para um calor infernal!

Living easy, living free,
Season ticket on a one-way ride.
Asking nothing, leave me be
Taking everything in my stride.
Don't need reason, don't need rhyme,
Ain't nothing I'd rather do.
Going down, party time,
My friends are gonna be there too!

I'm on the highway to hell,
On the highway to hell.

AC/DC


Eu acredito que todas as receitas têm uma história, e é esse o lema em volta do qual o blog se move: de facto, todas as receitas que vos mostro aqui têm uma pequena história sobre o acontecimento que as originou, alguma peripécia que tenha acontecido durante a elaboração ou até um longo pensamento metafísico que tive enquanto lavava a louça no fim. Mas acho que nunca vos tinha contado uma história que acontece depois da receita estar pronta, por isso a história de hoje é uma excepção especial :)


Há algumas semanas que faço três tipos diferentes de iogurtes de cada vez que ligo a iogurteira, por uma razão que não tem nada a ver com o desenvolvimento de receitas para um novo livro. Depois segue-se um dilema e uma enorme luta interior: qual das receitas publico? São todas deliciosas e têm um aspecto escandalosamente divinal! 

Neste dia decidi publicar a receita de iogurtes de maçã e canela. Montei o material fotográfico, tirei os iogurtes do frigorífico e comecei a sessão fotográfica mais longa da minha vida a seguir à dos brownies com cobertura de cacau.


Imaginem o cenário. Lá fora o termómetro marcava 38 graus. O sol do início da tarde batia com força na janela da cozinha. Os copinhos dos iogurtes pingavam. Eu pingava também. Estava um calor absolutamente insuportável. 

Eu já disse várias vezes aqui no blog que não sou pessoa do Verão. Não gosto, pronto. Não me dou bem com o calor, detesto sentir-me suada, perco toda a minha energia e torno-me numa pequena bomba nuclear de irritação e preguiça. E por isso acho que foi verdadeiramente heróico ter conseguido fotografar decentemente estes iogurtes. 


Devo ter demorado meia hora, mas garanto-vos que pareceu dez vezes mais. E nem consigo descrever o alívio que foi guardar os iogurtes, afastar-me do sol e da janela, voltar para a sala escurecida e fresquinha, tirar a roupa toda e deitar-me no sofá em frente à ventoinha. 

Decididamente não sou pessoa do Verão. Mas sou pessoa de iogurtes de maçã e canela :D


Iogurtes de maçã e canela

Ingredientes (para sete iogurtes):

* Três maçãs cortadas em pequenos pedaços;
* Quatro colheres de sopa de água, sumo de maçã ou sidra de maçã;
* Meia colher de chá de canela em pó;
* Um litro de leite fresco meio-gordo;
* Três colheres de sopa de leite em pó magro;
* Três colheres de sopa de açúcar;
* Um iogurte natural;
* Meio iogurte grego.

Confecção:

* Levar as maçãs ao lume com a água, o sumo de maçã ou a sidra de maçã (eu usei a sidra);

* Deixar cozer até a água evaporar e triturar com a varinha mágica;

* Juntar a canela em pó e envolver bem;

* Noutro tacho colocar o leite fresco, o leite em pó e o açúcar e mexer com uma vara de arames;

* Levar ao lume até ferver e deixar arrefecer;

* Quando estiver morno juntar os iogurtes, misturando com a vara de arames;

* Distribuir a maçã pelos copinhos e cobrir com o leite;

* Levar à iogurteira durante cerca de dez horas;

* Transferir para o frigorífico durante pelo menos quatro horas;

* Servir com molho de caramelo (opcional). 


Tenham uma óptima Yogurt Tuesday! :D

4 comentários:

  1. Ontem à noite fizemos pela primeira vez iogurtes cá em casa - e seguimos religiosamente uma das tuas receitas! Vamos lá ver se estão comestíveis, ahahah. Bem, pelo menos estão sólidos e cheiram a iogurte. Para começar, quatro naturais, um com doce de framboesa, outro com chocolate, outro com coco e o último com bolacha maria :P Parece-te bem? Logo já te posso dizer se estão aprovados :D Muito entusiasmados estamos, lá isso sim! Não ficam tão bonitos como os teus (essa 'poça' de caramelo até faz salivar), mas vamos com calma. Primeira etapa: sabor decente! ;)

    Apesar de todo o calor, as fotos ficaram mesmo boas! Aliás, tem-se notado uma evolução mesmo grande aqui no blog. Parabéns! (Já te contei que vou fazer um curso de fotografia este verão? Só que é de arquitectura, ihih). Podemos depois trocar umas ideias. Acho que tem tuuuudo a ver.

    Beijinho grande oh-pega-vontade-de-fazer-iogurtes. Venha de lá esse livro! :D

    ResponderEliminar
  2. Olá Joana...

    Quanto ao dilema com que te deparas a resposta é simples, coloca as receitas todas dos iogurtes que fazes :-)
    É que eu ainda não tenho iogurteira, mas espero 1 dia ter e tenho de ir juntando receitas de iogurtinhos caseiros e eos teus parecem ser deliciosos :-)

    Beijinhos***
    Joana

    ResponderEliminar
  3. Adoro ler as tuas histórias! E ha muito que ando a tentar convencer a minha mãe a ir tirar a iogurteira do sótão, pois eu já la fui e não a encotrei tal é a quantidade de tralhas. Queria muito experimentar umas das tuas receitas de iogurtes, tem sempre tão bom aspecto :)
    Beijinhos

    http://miascuisinemf.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Eu gosto da maneira como associas as receitas às histórias :) é tipo ler e comer um muffin. Talvez um bocadinho pior, porque o muffin não é sólido.
    Deve ser uma escolha difícil :P Mas para o propósito obviamente não relacionado com um livro provavelmente também precisarias de tirar fotografias... Se quiseres ter algumas receitas, sei lá, para fazer uma filinha gira de iogurtes para entrar nos posts, não adianta muito fazer e não fotografar... Mas deixa lá, eu não tenho prática no assunto (aqui quase que me "enganava" :P) e não percebo muito bem :)
    Já percebi, a pocinha deliciosa em cima do iogurte é caramelo. Eu gosto dos posts de receitas da semana e tal, mas acho que estou a fazer demasiada figura de idiota :P
    Eu imagino o quão difícil seja... Até para mim é chato, às vezes, fotografar (não porque eu seja melhor, é mesmo porque não tiro fotos todas bonitas e com técnica e detalhe e profissionalismo e jeito e iogurtes com pocinhas de caramelo :P)... Irrita mesmo quando são coisas que derretem ou isso. Gelado. Da última vez tentei fotografar o gelado todo derretido e gorduroso e acabei por incendiar o fogão (pelo menos descobri o meu talento para reagir em situações de emergência quando fiquei a olhar com a maior cara de palermóide a 1,5m das "labaredas"). Ou pizza. Porque arrefece e acho que toda a gente se irrita porque quer comer a porcaria da pizza, de preferência quente. Tenho um ataque de nervos de cada vez que tento tirar fotos a pizza - e nem peço muito, só um prato limpo e um aspeto minimamente bom. Quase que rebentava quando fiz pizzas de francesinha, tive problemas com a dosagem do molho, o forno, farinha por todo o lado e fazer imensa quantidade de uma vez :P O que vale é que o sabor compensa...
    Desculpa, acho que já me desviei do assunto :P Basicamente: deve ser super difícil para ti. Meia hora?! Auch... :P Já falaste dos teus problemas com o calor, deve ter sido mesmo chato... Por acaso este ano ainda não esteve nenhum calor insuportável (só uns (poucos) dias), pelo que ainda penso que "até é fixe". Eu sei que depois me arrependo...
    (Já agora, espero que arranjes uma estratégia para continuar a correr com temperaturas mais altas durante a maior parte do dia! :))
    Não se nota que tiveste problemas, as fotografias estão muito bem :) mesmo muito bem! A sério, eu não quero falar mais de golfinhos e mergulhos em iogurtes, mas estão perfeitas. :) E não pude deixar de reparar que o fundo está perfeito! :D
    Mas no fim já deviam ser iogurtes líquidos :P
    (Por falar em iogurtes, tenho iogurtes de mel e nozes no frigorífico neste preciso momento :P e estou a prever uma viagem até ao supermercado antes de os poder comer, porque as bananas estão esgotadas por aqui (é melhor não ter manteiga de amendoim em casa da próxima vez que fizer iogurtes de mel e nozes.))

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />