6 de maio de 2014

Polvo assado para o meu pai :)

Now I'm floating like a butterfly,
Stinging like a bee I earned my stripes.
I went from zero, to my own hero.

I got the eye of the tiger, a fighter,
Dancing through the fire.
'Cause I am a champion
And you're gonna hear me roar.

Katy Perry


A minha mãe sempre viveu para o trabalho. O meu pai, por outro lado, tem uma data de hobbies: a música, o desporto, o mar, entre outros.

O meu pai sempre me mostrou que a vida é aquilo que acontece quando não estamos a trabalhar. E é por isso que eu tenho tantos projectos: quero ser psiquiatra, quero ser escritora, quero cantar, quero ter uma quinta, quero ter filhos, quero ter a minha própria loja de queques, entre tantas outras coisas que guardo dentro de mim.


Não fiquei de braços cruzados e escrevi um livro. Não fiquei à espera que os meus sonhos se materializassem sozinhos e contactei editoras. E agora, com o meu livro quase a sair, dei por mim a perguntar-me qual o sonho que vou concretizar a seguir. E inscrevi-me em aulas de canto.


E por isso, de todas as vezes em que escrevi aqui para o meu pai, esta é sem dúvida a mais emotiva. Não por ser um dia especial, mas porque me inscrevi em aulas de canto. Não por ter tido apoio para fazer isto, mas porque sempre me foi dado o exemplo.


Obrigada por me teres dado todas as ferramentas necessárias para eu ser bem-sucedida. Obrigada por me teres ensinado que eu não sou do tamanho do meu trabalho, mas sim do tamanho dos meus sonhos. E obrigada por sempre me teres mostrado que nunca é tarde para perseguirmos o que queremos.

Esta vitória é minha, mas é também um bocadinho vossa. E por isso, obrigada.

E para celebrar, nada melhor do que um polvo assado. Não é tão bom como o teu, mas eu também não sou tão boa cozinheira como tu :D


Polvo assado

Ingredientes (para duas pessoas):

* 400g de polvo congelado (parece muito, mas o polvo encolhe imenso!);
* Uma cebola cortada em fatias finas;
* Dois dentes de alho;
* Uma pitada generosa de piri-piri;
* Um fio de azeite.

Confecção:

* Cozer o polvo numa panela com água (o nosso demorou uns vinte minutos até ficar tenrinho);

* Escorrer bem e cortar em pedaços;

* Num tabuleiro próprio para o forno colocar a cebola fatiada, o alho picado e o polvo;

* Temperar com o piri-piri e regar com um fio de azeite;

* Envolver bem e levar ao forno durante cerca de vinte minutos.


Ficou um prato estrondoso, onde o sabor salgadinho do polvo combinava na perfeição com o piri-piri. Sinceramente foi um prato tão simples que pensei em não o publicar, mas estava tão bom que não resisti :D

Até amanhã! :D

8 comentários:

  1. Olá Joana,

    Neste texto que escreveste, conseguiste dizer verdadeiras frases que ficam cá dentro, que nos tocam, e verdadeiras lições de vida :-) Que sim, devemos mesmo aproveitar a nossa vida e tentar concretizar ao máximo os nossos sonhos...

    Sabes, deves estar super habituada assistir disto, mas eu não, e no fim-de-semana houve um episódio que me chocou... Estava eu no hospital com o meu filhote e já estava da parte de dentro, já tinha feito triagem e tudo quando entrou uma ambulância com um senhor em paragem cardíaca... Em 5 minutos ele entrou, tentaram de tudo e morreu... Olha, nem sei explicar e nem sequer conhecia a pessoa, mas ver os familiares ali ao meu lado, assistir a tudo e ver que realmente que numa fracção de minutos passou de tudo-bem para a morte, foi horrível :-(

    Por isso, já achava, mas cada vez acho mais que devemos mesmo perseguir os nossos sonhos e fazermos de tudo para sermos o mais felizes possíveis enquanto cá estamos...

    Quanto à receita, polvo é cá uma coisinha que eu gosto :-) Mas esse arroz branco........ HUMMMMM!!! Eu já disse anteriormente, que esse arrozinho branco deixa-me a salivar.........

    Beijinhos***
    joana

    ResponderEliminar
  2. Que linda homenagem.
    O polvo está com um aspeto delicioso.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Queres ser psiquiatra? Não fazia ideia e fiquei feliz. Estudo psicologia e nunca quis ser psiquiatra, mas acredito que os psiquiatras não são só medicamentos. Espero que também te apaixones pela psicoterapia e que sejas feliz nesse teu sonho!
    O polvo tem super bom aspecto.

    ResponderEliminar
  4. adoroooo todas as tuas receitas e ainda mais as historias que contas com cada receita!! :D

    ResponderEliminar
  5. Eu partilho a 100% a opinião do teu pai, a mim o que me faz feliz são os meus sonhos e as vivências além do trabalho. É difícil encontrar muitas opiniões destas... Beijo

    ResponderEliminar
  6. Grande paizão que tens!! :) Mensagens importantes e muito certas que ele te passou, obrigado por passares também para nós! ;)
    Ah... e o teu pai certamente ficará orgulhoso deste polvo, está cheio de bom aspecto!!

    ResponderEliminar
  7. Bela homenagem! :-) Boa sorte para o canto!

    ResponderEliminar
  8. Por acaso quando vi o polvo no início da semana vi logo que ias falar do teu pai :)
    Não sei se com "trabalhar" queres dizer fazer algo contrariada, mas eu acho que a vida não é só o tempo livre, aquilo de que gostamos ou quando não estamos a trabalhar. Acho que a vida é o conjunto de todos os momentos, melhores ou piores, e que o melhor é valorizá-la sem discriminações :)
    Bem me parecia que era novidade, depois do post de fim-de-semana fiquei confusa :P pensei que era junto com a aprendizagem de piano ou assim... Mas é ainda melhor que seja assim, mais um bocadinho de vida para ti :D
    (E o livro, quero ver esse livro :D)
    Eu sei que já disse mas este polvo parece imensamente bom e vai voar para a lista de receitas favoritas :) Simples ainda é melhor! Polvo com piri-piri deve ser tão bom... :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />