5 de março de 2014

Tarte de amêndoa da minha infância.

When she was just a girl
She expected the world,
But it flew away from her reach,
So she ran away in her sleep.

And dreamed of paradise
Every time she closed her eyes.

Coldplay


Vivi naquela casa desde que me lembro e até aos meus dezasseis anos. Quando sonho, aquela ainda é a minha casa. Foi naquela casa, já vazia, que eu e o Pedro nos apaixonámos quando fui ao Porto com os meus amigos da faculdade.

À nossa frente vivia um casal já com alguma idade e sem filhos, a dona A. e o senhor O. Quando eu era pequena a dona A. costumava dar-me bolachas recheadas com chocolate, e eu comia-as deliciada e feliz. Também era relativamente frequente ir com eles a um café ao lado de casa - o Frente a Frente, que nem sei se ainda existe - onde eles me ofereciam fatias pequenas de tarte de amêndoa. 

E só vos digo, que delícia era aquela tarte de amêndoa! 


Soltava gritinhos de expectativa sempre que a dona A. me chamava para irmos ao café, onde nunca comia mais nada que não fosse aquela tarte de amêndoa do céu. 

Eventualmente os anos passaram e os meus pais chatearam-se com a dona A. e o senhor O. (ou eles chatearam-se connosco, honestamente não me recordo). Deixei de ir ao Frente a Frente, e passei uns bons anos sem comer uma tarte de amêndoa tão boa. 


Um dia voltei a encontrá-la, desta vez num dos meus restaurantes preferidos: o Casarão do Castelo, em Leça da Palmeira. E desde então, sempre que vou ao restaurante (o que não acontece com tanta frequência como gostaria) peço uma fatia pequena de tarte de amêndoa e mato saudades de ser criança. 

Esta não é tão boa como a do Frente a Frente, mas chega bem lá pertinho. Espero que gostem :) 


Tarte de amêndoa (receita adaptada do blog 'Ananás e Hortelã')

Ingredientes: 

Base:

* 80g de manteiga sem sal;
* 100g de açúcar branco; 
* Um ovo; 
* Três colheres de sopa de leite;
* 150g de farinha de trigo; 
* Meia colher de chá de fermento;

Cobertura:

* 125g de amêndoa palitada ou picada;
* 100g de açúcar;
* 125g de manteiga;
* Três colheres de sopa de leite;
* Canela q.b. para polvilhar.

Confecção: 

* Amolecer a manteiga no microondas e misturar com o açúcar e o ovo, batendo bem;

* Juntar o leite, a farinha e o fermento e envolver;

* Colocar a massa numa tarteira e levar ao forno pré-aquecido a 180º durante quinze minutos;

* Retirar e deixar arrefecer ligeiramente;

* Para a cobertura juntar os ingredientes numa panela e aquecer em lume brando, mexendo sempre;

* Deixar ferver durante cinco a sete minutos, até o molho engrossar;

* Colocar a cobertura por cima da base, polvilhar com a canela e levar novamente ao forno durante cerca de quinze minutos;

* Desenformar ainda quente.


Até amanhã! :D 

7 comentários:

  1. É sempre bom recordar a nossa infância e se for com um docinho, melhor ainda.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Maravilhosa a tua tarte amiga. Saudades dos sabores de infância e alguns nunca vão ser iguais, bjokitas

    ResponderEliminar
  3. Já me estou aqui a babar, adooooro tarte de amêndoa!!!

    diasdechocolate.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  4. Já me estou aqui a babar! Adoooro tarte de amêndoa e esta tem um aspecto maravilhoso!

    diasdechocolate.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  5. Que recordações giras :) uma criança gosta sempre dos pais (claro!), mas é giro sair de vez em quando com vizinhos/familiares simpáticos :) ainda para mais se oferecerem tarte de amêndoa! Por mim nem me passaria a ideia de ir ter com vizinhos enquanto criança, mas sempre tive o sonho de viver ao lado da minha prima (e de ter cavalos, também tinha de ter cavalos. E uma sala com insufláveis. Eu tinha uma lista, acho que vou acrescentar tarte de amêndoa. Ok, eu ia dizer outras coisas também, mas começa a parecer obcecado.).
    Acho que nunca provei tarte de amêndoa, portanto é uma prioridade :P Talvez a faça este ano no aniversário da minha avó (já disse que ela gosta de magnum de amêndoas? :D)
    Tem bom aspeto! Há umas coisas redondas com amêndoa brilhante e esquisita em todos os cafés. É tipo um bolo seco com uma carrada de amêndoa laminada. Isto parece tão melhor! Tem um aspeto parecido com crumble, não sei porquê.
    Estava a ler a receita e a pensar como era possível não ter canela. Sinceramente acho que nunca cheirei uma, sequer, mas sempre imaginei que tivesse canela (acho que é porque se põe canela em tudo e porque amêndoa se associa a Natal que se associa a canela...). Afinal tem :P
    Vou lembrar-me desta sugestão quando houver um aniversário... :)

    ResponderEliminar
  6. Em miúda, todos os Natais minha mãe encomendava uma tarde de amêndoa maravilhosa de uma banca na praça ao lado de casa. Cresci e até agora ainda não encontrei uma tarde igual. Posso também dizer que quando vou ao café é sempre o que me salta à vista e à memória da infância. Vou experimentar concerteza esta receita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que goste :) Eu gostei bastante, mas confesso que nada chega aos pés dos docinhos da nossa infância - talvez por uma questão de expectativas, creio :)

      Beijinhos e um bom resto de semana :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />