8 de novembro de 2013

Pãezinhos rústicos integrais e a falta de paciência.

Said, woman, take it slow,
And things will be just fine.
You and I'll just use a little patience.
Said, sugar, take the time,
'Cause the lights are shining bright.
You and I've got what it takes to make it.

Guns N' Roses


Eu não sou uma pessoa particularmente paciente. Não gosto de depender das decisões dos outros para resolver as minhas questões. Não gosto de esperar por respostas aos meus mails ou às minhas mensagens mais urgentes. Não gosto de ir para a cama sem resolver todos os problemas do dia que passou.

Quando a resolução de um problema depende única e exclusivamente de mim própria, não descanso enquanto não deixo tudo em pratos limpos. Sou daquelas pessoas que não deixa para amanhã o que pode fazer hoje, especialmente se deixada para amanhã a questão me impedir de ter as minhas nove (sim, leram bem, são nove!) horinhas de sono sagradas durante a noite.


Acho que sou uma 'resolvedora' de problemas compulsiva, e simplesmente não lido bem com a sensação de ter coisas pendentes que não posso resolver sozinha.

O que nos traz de volta à minha frase inicial: eu não sou uma pessoa particularmente paciente. Por essa razão, é muito raro fazer receitas que envolvam deixar os ingredientes a levedar - a não ser que estejamos a falar da massa de pizza (mas é pizza, todos os sacrifícios valem a pena) ou dos bagels (que o Pedro chama de 'pães-absolutamente-normais-com-um-buraco-no-meio, mas que para mim são especiais).


Assim sendo, confesso que evito fazer receitas de pão. Não tenho paciência para deixar a massa a levedar duas vezes, o pão até é relativamente barato, as receitas de pão que já experimentei nunca me encheram por completo as medidas e, acima de tudo, temos relativamente perto de nossa casa uma padaria com pão absolutamente delicioso.


Um dia isso mudou, quando decidi experimentar finalmente a receita de pãezinhos rústicos que tinha visto há um ano no blog da Belinha, que entretanto infelizmente terminou. O resultado foi simultaneamente uma enorme surpresa e um incrível sucesso cá em casa, e ainda quentinho barrado com compota este pão escorregou às mil maravilhas para as nossas barriguinhas :D


Pãezinhos rústicos integrais (receita adaptada do blog 'O mundo das receitas')

Ingredientes (para quatro pães grandes):

* 450g de água;
* 12g de fermento de padeiro (usei da Vahiné);
* 50g de buttermilk;
* 650g de farinha de trigo;
* 100g de farinha de trigo integral;
* Duas colheres de chá de sal;
* Uma colher de sopa de vinagre.

Confecção:

* Juntar a água, o fermento e o buttermilk e deixar actuar durante vinte minutos;

* Acrescentar a farinha, a farinha integral, o sal e o vinagre e misturar bem;

* Cobrir a tigela com um pano e deixar a levedar durante trinta minutos no forno pré-aquecido a 50º;

* Amassar sobre uma superfície enfarinhada;

* Moldar os pães e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e polvilhado com farinha;

* Deixar levedar novamente durante meia hora;

* Dar um golpe com a ajuda de uma faca e pincelar com água;

* Levar ao forno pré-aquecido a 220º durante 20 a 25 minutos.



Tenham um óptimo fim-de-semana! :D

14 comentários:

  1. Olá Joana!!

    Pois eu também não tenho muita paciência, mas no diz respeito a pão cedo completamente! Talvez porque tenha crescido a ver a minha avó materna e a minha mãe a fazerem pão: amassavam 5kg de farinha de uma vez só, em grandes alguidares de barro. Eu ficava muito atenta, a ver todo o processo. Cresci, saí de casa, e deixei de estar presente nesses momentos.
    Passados alguns anos o gostinho da cozinha nasceu a sério e pedi à minha mãe para me ensinar a fazer o pão que cresci a comer: muito mais denso que das padarias. Aprendi a sua forma de fazer pão e também aprendi a forma da minha sogra. O meu método do "pão de todos os dias" é hoje uma mistura dessas duas formas de fazer pão!
    E depois pesquiso novas receitas - ainda tenho entalada a "sourdough", que não há meio de me calhar bem, mas ainda não desisti! E há tantas alternativas... saudáveis (pães maravilhosos com farinhas integrais, com sementes), gulosos (pães de leite condensado, brioches, pão de batata foi a última descoberta!!!).
    Cá em casa há anos que não se compra pão! E como agora estou desempregada tenho tempo de ter pão quente para o lanche, para receber o namorido ao chegar a casa :)
    Dá mais oportunidades ao pão, vais render-te!

    (e gostei desta receita, parece ser muito bom! O buttermilk convenceu-me!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina! :)

      Pois, sinceramente depois desta experiência rendi-me completamente a fazer pão em casa :) Em casa dos meus pais temos pão caseiro mas eles têm a MFP, o que torna tudo bastante mais prático. Cá em Lisboa vou fazendo algumas experiências, mas depois de ter descoberto esta receita acho que as experiências vão ser bastante mais frequentes :D

      Beijinhos e tem um óptimo fim-de-semana :D

      Eliminar

  2. Sinceramente esta é a receita de pão com melhor aspecto que já vi (incluindo blogs estrangeiros e mais de 40 receitas de pão de centeio, de aveia, integral, normal, baguettes, tigre (que nem gosto mas pronto), e pelo menos 10 com o título "the best bread ever"). Fazem-me lembrar uns pães do Continente rústicos que de vez em quando (mas nem sempre) são muito bons ('bola rústica' :)). Está mesmo parecido! Alto e com imenso miolo :)Os meus pães costumam ficar espalmados :( (mas pronto, ainda só fiz 2 vezes).
    750 gramas de farinha dão 4 pães? Parece muito :P (não estou a duvidar, mas costumo usar menos... Deve resultar, porque os teus têm mesmo bom aspecto!)
    Da última vez que fiz pão quase tinha um ataque de nervos, mas acho que me convenceste a dar-lhe outra oportunidade :) também gosto mais de ir buscar à padaria à beira de casa, mas às vezes é bom comê-lo ao sair do forno! (Apesar de sempre me terem dito que o fermento quente faz mal :P)
    Há um fermento que deixa levedar só uma vez, mas acho que em Portugal não se encontra facilmente :(
    Os muffins é que são bons para resultados imediatos, é agradável ter os resultados depois de 15 minutos no forno :D (mas acho que tu já sabes isso :P)

    Bom fim de semana :)

    Alexandra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Alexandra :D

      Muito obrigada pelo elogio :D Modéstia à parte eu também acho que ficaram com um óptimo aspecto, mas é sempre bom ouvir a mesma opinião de outras pessoas :)

      Também adoro as bolas rústicas do Continente :) E os pães da aldeia também são bastante bons :) Mas nada bate os pães da padaria ao lado de nossa casa, então quando ainda estão quentinhos são mesmo um pecado ;)

      Sim, 750g de farinha deram-me para quatro pães - mas isso aconteceu porque tenho sempre dificuldades em moldá-los antes de levedarem pela segunda vez e depois acabam por ficar gigantes :P Cada pão tinha o dobro do tamanho (no mínimo!) dos pães que costumamos ver :) Acho que fazer o corte é muito importante, porque eles ficam mesmo com forma de pães :)

      Nunca tinha ouvido que o fermento quente fazia mal, e olha que a minha avó parece uma enciclopédia dessas coisas :P

      Beijinhos! :)

      Eliminar
  3. Que lindos!!!!!Eu adoro tudo o que envolve fazer pão e a mfp ajuda bastante....Confesso que o cheiro do pão quente é daqueles que me tira do sério e começam a brotar dentro de mim sérios instintos de fome e gulodice!!!!Só de ver os teus até me apetece ir fazer pãozinho...
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  4. Que tem um aspecto maravilhoso disso não há dúvidas... Eu também não sou de fazer pão.. vamos ver se mudo de ideias! hehe
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Também não sou a pessoa mais paciênte...
    Os pães devem ser deliciosos, pelo menos "come-os" pela foto

    ResponderEliminar
  6. Confesso que também sou mais adepta de receitas rápidas, mas de vez em quando também gosto de perder o meu tempo e caprichar em alguma coisa diferente e mais trabalhosa, desde que o resultado seja muito positivo, senão fico mesmo danada... :D Adorei o teu pão, ficou lindíssimo!
    Beijinhos doces.

    ResponderEliminar
  7. Eu não sou nada de fazer pão, acho sempre que aquilo vai correr para lá de mal :)
    Mas gostei imenso desta receita e do aspecto dos teus pãezinhos, ficaram perfeitos!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  8. Cá em casa somos fãs de pão feito em casa (temos forno a lenha, o que ajuda) e no dia de fazer pão (tarefa entregue de bandeja ao homem da casa) a refeição é sempre pão com manteiga ou alguma invenção! É muito, muito bom! Só hoje (com este post) é que me apercebi que nunca experimentámos fazer pãezinhos tipo bolinhas! Tenho de falar com o padeiro!!! Fazemos sempre pães grandes, congelamos e ficamos com pão para uns 15 dias - o que ajuda muito quando se mora atrás do sol posto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens um forno a lenha em casa? :D Onde moras? Não me queres convidar para um lanchinho? :D Estou a brincar ;) Pão feito no forno a lenha é tão bom! :)

      Beijinhos :D

      Eliminar
  9. Esses pãezinhos têm um aspeto divinal *-*
    Agora moro por cima de uma pastelaria/padaria, de vez em quando é um delicioso cheirinho a pão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imagino! :D Ainda bem que a padaria não fica em baixo de minha casa, senão acho que não ia resistir :D

      Beijinhos! :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />