6 de outubro de 2013

Muffins de cheesecake de framboesa para um regresso às aulas com 'A Vaca que Ri' :)

It's time to begin, isn't it?
I get a little bit bigger, but then I'll admit
I'm just the same as I was.
Now don't you understand,
That I'm never changing who I am?

Imagine Dragons


Morri e fui directamente para o céu. Foi assim que me senti da primeira vez que provei um destes muffins estrondosamente deliciosos.

Mas já lá vamos.


Há duas semanas 'A Vaca que Ri' convidou-me para participar num desafio: o tema seria 'Com a Vaca que Ri sabe bem regressar às aulas', e o propósito seria fazer um lanche saudável, nutritivo e delicioso para as crianças utilizando os queijos 'A Vaca que Ri'.


Este é o primeiro ano da minha vida em que não tive regresso às aulas, e confesso que fiquei um bocadinho triste.

Quando eu era criança era no primeiro dia de aulas que revia a maior parte dos meus amigos. Quando era adolescente era no primeiro dia de aulas que mostrava todos os cadernos giros que tinha comprado (eu era uma nerd dos cadernos giros e estourava a minha mesada com eles, não me julguem). Quando eu entrei na faculdade era no primeiro dia de aulas que tinha a oportunidade de conhecer caloiros novos, e de fazê-los sentirem-se bem-vindos (muahuahuahuah).

Este ano não houve regresso às aulas, porque eu já não sou uma aluna.


E de repente o que era um simples desafio deixou-me a pensar que sou, oficialmente, uma adulta. Acabei o curso, vou começar a trabalhar, vou ser completamente independente, vou casar e vou ser a única responsável por todos os meus actos. Não vou poder rastejar para debaixo das asas da mamã e do papá quando tiver problemas e esconder-me lá a chorar até que eles passem. Não vou receber um livro da Turma da Mónica quando me portar bem nem um daqueles olhares assassinos quando me portar mal.

Tenho de vos pôr em contexto: imaginem uma sala sombria, eu sentada sozinha numa mesa redonda, à minha frente um copo com whisky que eu vou bebendo e rodando na mão. No ar ouve-se a 'All By Myself', inegavelmente a música mais deprimente de todos os tempos. Já se sentem deprimidos? Óptimo. Foi assim que eu me senti quando percebi que não ia regressar às aulas este ano.


E depois fui passar o fim-de-semana a casa dos meus pais. Tratei de detalhes do casamento com a minha mãe, vi episódios de Glee com o meu irmão, falei com o meu pai sobre o Tea Party Movement e fui com a minha avó ver o vestido que ela escolheu para o meu casamento (eu sei que ainda faltam uns meses, mas nós somos uma família muito despachada).

Pelo meio o meu irmão queixou-se 18374161487249450 vezes do quanto era aborrecido voltar às aulas. E que era uma seca. E que não havia gaijas giras para galar este ano. E que ia ter muitos testes. E que mal podia esperar para chegar à faculdade. Ou ao mercado de trabalho. Ou à reforma.


E então eu percebi que, bem, ser adulto não é assim tão mau. Posso comprar cadernos giros na mesma, não preciso de pedir autorização a ninguém para fazer coisa nenhuma e não preciso de esperar pelo regresso às aulas para ver os meus amigos - basta telefonar-lhes e convidá-los para virem jantar cá a casa.

Decididamente há coisas muito piores do que crescer.


O que nos traz de volta a estes muffins. São bons, são muito muito bons. Vocês sabem que eu não minto, especialmente no que está relacionado com muffins - que para mim são objectos sagrados, praticamente seres vivos com emoções próprias.

Estes gritaram um bocadinho antes de serem todos devorados, mas ninguém cá em casa ficou com sentimentos de culpa.

Bom, talvez só um bocadinho.


Muffins de cheesecake de framboesa (receita adaptada do blog 'Juggling Act Mama')

Ingredientes (para oito muffins):

* Quatro colheres de sopa de óleo;
* Meia chávena de chá de açúcar;
* Um ovo;
* Uma colher de chá de essência de baunilha;
* Uma colher de chá de raspa de limão;
* 125ml de buttermilk; (*)
* Uma chávena de chá e quatro colheres de sopa de farinha;
* Uma colher de chá de fermento;
* Meia colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Uma pitada de sal;
* 115g de queijo creme 'A Vaca que Ri' partido em pequenos cubos;
* Meia chávena de framboesas;
* Duas colheres de sopa de compota de framboesa;

Para o crumble;

* Quatro colheres de sopa de açúcar;
* Quatro colheres de sopa de farinha;
* Duas colheres de sopa de manteiga.

Confecção:

* Para o crumble juntar o açúcar, a farinha e a manteiga e envolver com um garfo ou com as mãos até que fique uma mistura semelhante a areia;

* Refrigerar o crumble;

* Numa tigela grande juntar a farinha, o fermento em pó, o bicarbonato de sódio e o sal e misturar;

* Numa tigela média bater o ovo com o açúcar, a essência de baunilha, o buttermilk, a raspa de limão e o óleo;

* Juntar os ingredientes líquidos com os ingredientes secos e misturar com uma colher só até os ingredientes ficarem combinados - não misturar demasiado!;

* Acrescentar as framboesas e os cubos de queijo creme e envolver suavemente;

* Colocar uma colher de sopa da massa em cada forminha de muffins;

* Colocar meia colher de chá da compota de framboesa em cada forminha e cobrir com uma nova colher de sopa de massa;

* Cobrir cada muffin com o crumble;

* Levar ao forno pré-aquecido a 220º durante cinco minutos;

* Mantendo os muffins no forno, reduzir a temperatura para os 180º e cozinhar durante mais doze minutos;

(*) Para fazerem o buttermilk juntem duas colheres de chá de vinagre ou sumo de limão a 125ml de leite e deixem actuar durante cerca de dez minutos.



Se tiverem crianças aí em casa este é um óptimo lanche para elas: é delicioso, saudável e nutritivo. Se não tiverem crianças este também é um óptimo lanche para vocês, especialmente se for acompanhado com uma caneca de chá a fumegar :D


Tenham um bom resto de Domingo! :D

9 comentários:

  1. Olá Joana, os muffins devem ser deliciosos, mas tenho te de dizer que estás enganada em pelo menos duas das coisas que achas que acontecem aos adultos:
    -Vais poder continuar a correr para baixo das asas da mãe e do pai, que estarão sempre lá para ti e
    -Vais receber sempre um olhar assassino quando fizeres alguma coisa com a qual eles não concordam
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei, ainda hoje escondo-me debaixo das asas dos papás de vez em quando ;) E não recebo propriamente o olhar assassino, agora recebo 'o tom', aquela frase 'ah tu é que sabes...' dita com aquele tom de 'acho mal, mas pronto!' ;)

      Eliminar
  2. Joana PÁRA! Eu nem gostava de muffins!!! Estás a semear em mim o monstro dos muffins, agora lá vão estes também para a minha lista de coisas boas a fazer... vou ficar uma baleia :P
    Como é que fazes sempre muffins com um aspecto tão apetitoso? Acabei de jantar e deixaram-me com fome :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não ficas baleia nenhuma, tens de aprender a partilhar ;) Eu fiz só seis muffins, comi um, o meu pai comeu um, o meu irmão comeu dois e os outros dois já estão congelados ;) Assim ninguém fica baleia ;)

      Eliminar
  3. Joana,
    Banda sonora apropriada :)
    Vamos crescendo e as situações vão mudando. Para o ano já não vai sentir tanta nostalgia, mas de vez em quando és capaz de pensar: "quando eu era estudante, era tudo tão fácil" (apesar de não ser propriamente verdade!)

    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Devem ser mesmo deliciosos, eu adoro a combinação vaca que ri + doce :)
    Decididamente, há dias em que não é fácil ser-se adulto (e não temos desculpa para comprar muitos cadernos e canetas), mas há coisas que valem muito a pena :)

    ResponderEliminar
  5. Que aspecto deliciosos! Bem que o próximo passo do blog poderia ser organizares workshops de muffins!!! Conheço uma pequenita que diz: Tive uma boa ideia não tive?

    ResponderEliminar
  6. Oi Joana, ficaram lindos e parecem deliciosos.Beijos e boa semana.

    ResponderEliminar
  7. É uma etapa nova da vida, mas está cheia de coisas boas! Bem vinda! :-)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />