11 de setembro de 2013

Bolachas de Nutella com pepitas de chocolate e uma fábula.

'Timmy Willie é um ratinho do campo que adormece sobre um carregamento de vegetais e é levado para a cidade. Aqui consegue escapar e esconder-se numa grande casa onde vive o Johnny Town-mouse, um ratinho da cidade.

Timmy tenta enquadrar-se, mas fica assustado com os barulhos feitos pela empregada e pelo gato da casa. Além disso a comida da cidade é mais difícil de digerir, e o Timmy fica doente. Decide então regressar ao campo, depois de convidar o Johnny Town-mouse a fazer-lhe uma visita.

Na Primavera seguinte é a vez de Johnny visitar o campo. Aqui o ratinho da cidade sente-se desconfortável com a humidade do ar, e considera que as vacas e os cortadores de relva são assustadores. Decide então despedir-se de Timmy e regressar à cidade, afirmando que a vida do campo é demasiado aborrecida para ele.'

The Tale of Johnny Town-Mouse, Beatrix Potter


Em muitos aspectos eu e o Pedro somos como o ratinho da cidade e o ratinho do campo: eu cresci numa vila pequena mas urbana, e o Pedro cresceu numa vila ainda mais pequena mas relativamente rural.

Até ao ano passado eu nunca tinha trepado a uma árvore, comido amoras dos arbustos ou nadado na nascente de um rio. Até ao ano passado eu nunca tinha apanhado fruta dos ramos e escolhido a que já estava meia comida por pássaros, por saber ser a fruta mais doce (é claro que fiquei com uma gastroenterite depois, mas esqueçamos isso). Até ao ano passado eu nunca tinha trepado pedras nos montes sem qualquer objectivo que não fosse o de simplesmente trepar pedras nos montes.


Até há quatro anos eu nunca tinha dormido debaixo das estrelas. Nunca tinha visto uma vaca branca e preta. Nunca tinha comido alheira.

Quem tornou isso possível foi o meu ratinho do campo.


Eu sou de uma terra em que as bolachas vêm em caixinhas no supermercado. O Pedro é de uma terra em que as bolachas são compradas à vizinha do lado, que faz as melhores bolachas caseiras que eu já comi. Por outro lado, eu sou de uma terra em que a Nutella é algo de perfeitamente acessível, mesmo no supermercado mais pequeno. Já o Pedro é de uma terra em que a Nutella não está tão disponível.


Da junção do melhor que tem o campo com o melhor que tem a cidade nascemos nós, e nasceram também estas bolachas de Nutella.

Hoje continuo a ser um ratinho da cidade, mas sou também cada vez mais um ratinho do campo. Afinal, quem é que disse que não podíamos ter as duas coisas ao mesmo tempo? :D


Bolachas de Nutella com pepitas de chocolate

Ingredientes (para cerca de 25 bolachas):

* 50g de margarina;
* 75g de Nutella;
* 175g de farinha de trigo;
* 55g de açúcar branco;
* 85g de açúcar mascavado;
* Um ovo;
* Meia colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Meia colher de chá de fermento em pó;
* 100g de pepitas de chocolate negro da Vahiné.

Confecção:

* Bater o açúcar branco, o açúcar mascavado, a margarina e a Nutella até ficar um creme;

* Juntar o ovo, continuando a bater;

* Acrescentar a farinha, o fermento e o bicarbonato e envolver bem;

* Juntar as pepitas de chocolate;

* Formar pequenas bolinhas com a mão e colocar num tabuleiro coberto com papel vegetal;

* Espalmar um pouco a bola para criar o formato de bolacha;

* Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 13 minutos;

* Retirar do forno e deixar arrefecer completamente sobre uma rede de cozinha.


E com estas bolachinhas bem deliciosas participo no desafio 'Vamos fazer Bolachas!' do mês de Setembro, organizado pela Manuela do blog 'Cravo e Canela - Uma Cozinha no Brasil'. Este mês o tema era o regresso às aulas, e tenho a certeza que todas as crianças adorariam levar na sua lancheira uma ou duas destas bolachinhas deliciosas :D

Até amanhã! :D

21 comentários:

  1. Estas bolachinhas estão perfeitas! Vou levar a receita...
    Adorei a história dos ratinhos :D
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Que bolachas boas! com a nutella devem ter ficado uma maravilha :)

    ResponderEliminar
  3. As tuas introduções são sempre lindas :)

    Essas bolachas também são lindas, e para além disso...devem ser uma perdição louca!! Adorei :)

    ______________________
    aculpaedasbolachas.com

    ResponderEliminar
  4. Eu tenho a certeza que se fosse criança não era só uma ou duas que gostava de levar para a escola, mas logo uma meia dúzia!

    ResponderEliminar
  5. Umas bolachas tão lindas e mesmo ao meu gosto.
    bjs

    ResponderEliminar
  6. Ai bolachinhas... E de nutella!!! Isso é um atentado :)
    K espectáculo!!!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Que linda fábula e que lindo texto. Vocês complementam-se, com as vossas diferenças e certamente com muitas coisas em comum.
    As bolachinhas estão lindas. com um aspecto irresistível, não faço bolachinhas há muito tempo (tempo demais ).
    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Hummmm que apetitosas...
    Esta receita dá para +/- quantas bolachas?

    ResponderEliminar
  9. Hum.... Até me deu a fome só de olhar para elas... Já ia uma :)

    Um beijinho,
    Sofia

    ResponderEliminar
  10. Olá Joana,
    Que fábula linda a dos ratinhos d cidade e do campo( tua e do Pedro) e que bolachas tão fenomenais.
    Aliás, tão fenomenais que vou levando a receita comigo, pois acho que os meus pintainhos vão adorar!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
  11. Que bolachinhas tão gulosas, Joana! Ficaram com um aspecto tão bom, tão bom que estava capaz de ir agora para a cozinha fazê-las :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  12. Que bolachinhas lindas!!! Já guardei nas minhas "para fazer depois"...
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Olá! Tudo o que mete Nutella adoro!!! E adorei a história dos Ratinhos! :)))

    Beijinhos,
    http://madamexicaras.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Máaaaa, sua má para quem faz dieta! beijos :)

    ResponderEliminar
  15. Assim têm o melhor de dois mundos! ;)
    E é verdade, a fruta bicada é a mais docinha (e biológica)!! Comi muitos figos assim. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Eu e o meu Miúdo somos de meios semelhantes. Duas freguesias pequenas que está entre o rural e o urbano. Ou seja, a escassos minutos de carros podemos estar num centro urbano cheio de carros, pessoas, lojas, centros comerciais e movimento, ou, no sentido oposto, também a poucos minutos, podemos estar num local onde toda a gente ainda deixa o carro a trabalhar e aberto enquanto entra na mercearia para ir comprar tuli creme (porque não há Nutella).
    Quanto às bolachas, vou experimentar sem duvida. Foram o motivo de leitura do post. Depois mostro como ficaram, assim que encontrar umas 2 horitas sossegada em casa.

    ResponderEliminar
  17. Olá, é a primeira vez que estou a ver receitas de doces e fiquei com uma duvida se me puderem ajudar agradecia !
    o ovo é a gema e a clara ou só a gema ?
    Obrigadoo e desculpem lá a "ignorância" !

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />